11/04/2014 09h50 – Atualizado em 11/04/2014 09h50

Ele reforça que a relação entre capital e trabalho deve ser pacífica e focada em atender a todas as normas legais de saúde e segurança

Da Redação

Durante a abertura da 3ª edição do Ato Público pelo Trabalho Seguro, evento promovido pela Fiems, TST (Tribunal Superior do Trabalho) e TRT/MS (Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso do Sul), o superintendente do Sesi, Michael Gorski, ressaltou a importância de conscientizar e prevenir os trabalhadores quanto aos riscos dos acidentes e das doenças do trabalho. “O setor industrial tem toda uma preocupação com a segurança dos trabalhadores no ambiente de trabalho. Essa é uma ação que o Sistema Fiems apoia por entender que empregado e empregador devem buscar sempre a preservação da vida”, disse na cerimônia realizado na noite desta quinta-feira (10/04), no auditório da Unigran, em Dourados (MS).

Ele reforça que a relação entre capital e trabalho deve ser pacífica e focada em atender a todas as normas legais de saúde e segurança. “O Sesi, por meio de seus técnicos, disponibiliza às indústrias o suporte para garantir o atendimento das leis”, declarou. Já o presidente do TRT/MS, desembargador Francisco C. Lima Filho, pontuou sobre a necessidade e a importância da adoção de medidas preventivas da saúde e segurança do trabalho. “Nossa reflexão tem por objetivo evitar acidentes e doenças no ambiente laboral de todas as atividades econômicas de Mato Grosso do Sul, hoje especificamente na região de Dourados, que a par de constituir um pólo de desenvolvimento e de formação profissional, tem apresentado preocupantes taxas de acidentes e doenças do trabalho”, afirmou.

DADOS

De acordo com dados da Previdência Social, Mato Grosso do Sul registrou aumento no número de acidentes nos últimos anos, saindo de 10.102 casos em 2010 para 11.333 notificações em 2012, evidenciando um crescimento de 12%. “Em 2013, embora tenham sido adotadas medidas preventivas, inclusive com a realização de dois atos públicos pelo trabalho seguro, um em Campo Grande e outro em Três Lagoas, ainda assim, foram notificados 3.144 acidentes de trabalho”, disse o presidente do TRT/MS.

O evento prossegue ao longo da manhã desta sexta-feira (11/04), no Pavilhão de Eventos Dom Teodardo Leitz, com a realização de uma apresentação teatral sobre segurança do trabalho, assinatura do decreto Programa de Saúde e Segurança no Trabalho com as prefeituras de Rio Brilhante, Bataguassu, Fátima do Sul e Dourados, além do sorteio de prêmios e a entrega de certificados do Bolsa Qualificação para São Fernando Açúcar e Álcool, Monteverde Agroenergética e Energética Santa Helena, bem como uma atração musical com a dupla sertaneja Léo Verão & Daniel Freitas.

REPERCUSSÃO

O prefeito de Dourados, Murilo Zauith, destacou o importante período de pujança e prosperidade pelo qual passa o município. “O debate chega em boa hora e trazer esse evento, em parceria com a Fiems, para Dourados é uma boa oportunidade para que a gente possa mostrar com a cidade está em pleno desenvolvimento, com os mais altos índices de crescimento, gerando oportunidade e negócios”, ponderou.

A reitora do Centro Universitário da Unigran, Rosa Maria DAmato De Déa, destacou que o evento traz um tema do interesse de todos os públicos e agrega valor aos alunos e professores da instituição. “Nós, da Unigran, nos sentimos honrados em sediar esse ato público e fazer parte desse programa”, comentou.

PALESTRA

Já o juiz do Trabalho Guilherme Guimarães Feliciano, titular da 1ª Vara do Trabalho de Taubaté/SP, ministrou uma palestra a respeito da mudança da cultura de indenização pela prevenção de doenças e acidentes de trabalho. Ele falou do conceito de meio ambiente do trabalho, que se resume no conjunto de condições, leis, influências de ordem física, química e biológica que incidem sobre o homem em sua atividade laboral.

“Na perspectiva da saúde e da integridade da pessoa, o direito do trabalho ele traz em si elementos do próprio meio ambiente de trabalho, incluindo os princípios do direito, como proteção, precaução e cooperação. Nessa matéria de saúde e segurança do trabalhador o fundamental é proteger a pessoa e não depois indenizar o dano”, afirmou Guilherme Feliciano.

(*) Com informações de Assecom Fiems

O evento foi promovido pela Fiems, TST (Tribunal Superior do Trabalho) e TRT/MS (Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso do Sul) (Foto: Divulgação/Assecom)

O superintendente do Sesi, Michael Gorski, ressaltou a importância  de conscientizar e prevenir os trabalhadores quanto aos riscos dos acidentes e das doenças do trabalho (Foto: Divulgação/Assecom)

De acordo com dados da Previdência Social, Mato Grosso do Sul registrou aumento no número de acidentes nos últimos anos, saindo de 10.102 casos em 2010 para 11.333 notificações em 2012 (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários