28/04/2014 18h18 – Atualizado em 28/04/2014 18h18

Segundo dados da Polícia Civil, as estatísticas tratam do número de boletins de ocorrência registrados

Larissa Lima

Ontem (27), em menos de dez horas foram registrados quatro casos de crianças desaparecidas no estado de Mato Grosso do Sul, dois na cidade de Naviraí, um em Ponta Porã e outro em Brasilândia.

Apesar no alto número de casos em um curto espaço de tempo, dados da Polícia Civil do estado mostram de 2012 para cá, o número de boletins de ocorrência registrados como desaparecimento caiu.

Ao todo, 1.532 casos foram registados em 2012, 111 a menos do que no ano seguinte. Em 2014, de janeiro a abril, 221 casos foram contabilizados, menos da metade do número registrado no mesmo período de 2013, 440.

Segundo a Assessoria de Comunicação de Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, os números se referem ao total de boletins de ocorrência registrado, não significando necessariamente, que todo representem pessoas desaparecidas de fato. Muitas apenas saem de casa, fogem ou ficam sem dar notícias, mas reaparecem.

CASOS RESOLVIDOS

Em Brasilândia, a adolescente de 14 anos, Isabela Araújo Gomes, que havia sido dada como desaparecida, após a mãe notar sua ausência, às 2h de domingo (27), já foi encontrada. De acordo com as informações dadas pela Delegacia de Polícia do Município, a garota foi encontrada poucas horas depois, com o namorado.

Em Naviraí, a Polícia informou que os irmãos Maicon e Marlon Almeida de Oliveira, ambos de 8 anos, também já foram encontrados. A ausência dos meninos foi notada por volta das 16h do sábado (26), após a mãe não ver mais os irmãos que brincavam na rua, no Jardim Paraíso.

A menina de dois anos, Liz Maria Ribeiro, que havia desaparecido de casa por volta das 20h, em Ponta Porã, também já foi encontrada, conforme confirmou a Delegacia de Polícia do Município.

Em MS, desde 2012 o número de casos registrados como desaparecimento caiu (Foto: Divulgação/ Mães da Sé)

Comentários