13/04/2015 12h21 – Atualizado em 13/04/2015 12h21

A população das seis principais cidades do Mato Grosso do Sul foi às ruas, mas as expectativas de público foram frustradas e houve cidade que não teve nenhuma mobilização

PatrÍcia Miranda

Com convocação marcada para o último domingo (12), brasileiros foram às ruas de capitais e cidades brasileiras novamente. Foi uma forma de protesto principalmente contra a corrupção política no país.
Em relação a números, foi observado que os participantes diminuíram em comparação ao domingo 15 de março, onde foi marcada a primeira manifestação no Brasil, tanto em nível municipal e estadual. Segundo a Polícia Militar, em Brasília compareceram 25 mil pessoas, diferentemente dos 45 mil do mês passado, a capital goiana obteve 2 mil pessoas, número longe dos 60 mil participantes, Porto Alegre contou com 35 mil, abaixo dos 100 mil em março e em São Paulo o número impressionante de 1 milhão na última edição, não chegou a 275 mil.

Confira as manifestações contra o Governo Federal nas principais cidades do Estado, neste domingo (12).

CAMPO GRANDE

Conforme dados da PM (Polícia Militar) da capital, a estimativa era de 30 mil pessoas, mas 16 mil pessoas foram às ruas neste domingo, ou seja, um pouco mais da metade do esperado pela organização. Na última edição foram em torno de 32 mil, que caminharam pela Avenida Afonso Pena.
Dentre os pedidos, manifestados pela população estavam frases de ordem como “Fora Dilma”, “Fora Lula”, “Extinção do PT” e “Fim da reeleição”, mudanças na urna eletrônica, redução do salário dos políticos e de que o Brasil pare de financiar Cuba.

Caminhoneiros também participaram e cobraram do governador Reinaldo Azambuja, uma redução da alíquota do ICMS sobre o óleo diesel e ameaçam parar novamente dia 23 de abril, caso não sejam atendidos. Um novo protesto está sendo organizado, com data prevista para 1° de maio (dia do trabalhador).

DOURADOS

Já na segunda maior cidade do Estado, o número de manifestantes que se reuniram na Praça Antonio João, foi de 700 pessoas segundo a PM, que acompanhou a movimentação. Em 15 de março o número divulgado foi de seis mil, na ocasião. O esperado segundo os organizadores era de oito mil.

Com término às 16h, durou apenas 30 minutos. O comércio, pastores evangélicos e a Maçonaria mobilizaram a manifestação. Assim como em Campo Grande palavras de ordem como “Fora Dilma” e “Fora PT” foram pronunciada pelos presentes e o hino nacional foi cantado.

TRÊS LAGOAS

Na “Cidade das Águas”, não houve manifestação como da primeira vez em 15 de março. Na ocasião aproximadamente 1.500 pessoas compareceram na Praça Ramez Tebet, na área central do município. A ação foi em forma de protesto contra a corrupção política, o governo da presidente Dilma, entre outras reivindicações.

CORUMBÁ

O número foi maior, cerca de 200 pessoas marcaram presença. O local de encontro foi na Rua Frei Mariano e o tempo de duração, também foi pequeno, cerca de uma hora (17h até as 18h).

PONTA PORÃ

Segundo informações, 50 pessoas caminharam pela Avenida Brasil, neste domingo (2), apontou dados da Polícia Militar. A caminhada teve início por volta das 17h e durou uma hora.

MARACAJU

O encontrou na cidade, contou com apenas duas horas de duração, a mobilização iniciou às 16h. A PM informou ainda que compareceram apenas 40 pessoas para se manifestar.

Em Dourados foi um exemplo, onde as expectativas eram de pelo menos 8 mil pessoas na Praça Antônio João, mas somente 700 compareceram. (Foto: Gizele Almeida/Dourados News)

Comentários