27.6 C
Três Lagoas
segunda-feira, 29 de novembro, 2021
InícioColunistasCaldeirão do BolsãoO BOOM QUE MOVIMENTA RIBAS DO RIO PARDO

O BOOM QUE MOVIMENTA RIBAS DO RIO PARDO

A cidade de Ribas do Rio Pardo já começa a sentir o “boom” que uma fábrica de celulose causa em uma cidade. O projeto nem foi lançado oficialmente, mas a movimentação no município já é visível

(*) Ricardo Ojeda

IMPACTO POSITIVO

Em breve a diretoria da Suzano deverá lançar oficialmente o Projeto Jubarte e, depois disso, a cidade sofrerá um impacto positivo jamais visto em sua história. É claro, problemas de montão também aparecerão.

REMEMBER

Só para ter uma ideia, quando a VCP (hoje Suzano) se instalou em Três Lagoas, em dezembro de 2006, o município tinha quase 100 mil habitantes e na época lembro-me os impactos que a cidade sofreu, antes, durante e depois da inauguração da fábrica.

DEMANDA

Agora imagina Ribas, município na casa de 25 mil habitantes, completamente desprovidos de estrutura para atender a demanda que um investimento de R$ 14 bilhões exige.

ANTENADO

Na tarde de ontem, segunda-feira, conversei com o prefeito João Alfredo Danieze e ele, por sua vez, mostrou que não quer ser pego desprevenido e, por isso, já antecipa as ações a fim de preparar a cidade para o que está por vir.

FORÇA-TAREFA

O alcaide disse que já montou uma força-tarefa com a finalidade exclusiva de gerenciar ações e projetos para implantar em Ribas. Para isso ele disse vai buscar expertise e exemplos de Três Lagoas para implantar no seu município.

TEM QUE AGRADECER

Em tempos de crise, onde o desemprego e o desespero imperam, em todo Brasil, um investimento dessa magnitude que vai gerar milhares vagas de trabalho e centenas de oportunidades, a população de Ribas deve elevar as mãos ao céu a agradecer muito à Suzano. É o que eu penso!

BANCADA INOPERANTE

Tá deixando a desejar a atitude da nossa bancada federal, em especial os senadores, dos quais destaco a senadora da terra, Simone Tebet, no que se refere à CPI da Covid. Ela que tem voz forte e é representativa no Senado, no mínimo deveria cobrar o presidente uma ação para evitar que seu colega Renan Calheiros assuma a relatoria da CPI.

SENADOR ENROLADO

Todos sabem que este senador não é flor que se cheire e que usará todas as prerrogativas para proteger seu filho, o governador de Alagoas, enrolado até a medula no esquema dos recursos da covid-19 que foram enviados pelo Governo Federal.

OPÇÃO PELA INSENSATEZ

Infelizmente Simone optou pela insensatez, acovardou-se diante de seus pares, corroborando para que a injustiça e a malandragem perpetuem no Senado Federal. E pensar que eu a defendi para a presidência daquela casa!

O CALDEIRÃO VOLTOU!

O Caldeirão ficou uma semana sem circular aqui no site porque este colunista estava envolvido diretamente em uma situação de saúde. Uma pessoa muito próxima estava acometida por uma forte dengue e diante dessa pandemia, foi um Deus nos acuda. Daí a ausência da coluna, que agora volta a circular normalmente.

BOMBA!

Sei não, hein! Mas penso que logo, logo uma bomba vai explodir lá pelas bandas do Legislativo Municipal de Três Lagoas. O estouro pode ser tão forte que pode derrubar algumas cabeças coroadas que dão as cartas naquele local.

VIDAS INTERROMPIDAS

Está muito triste e depressivo ver tantas pessoas amigas, conhecidas e desconhecidas perderem a vida por complicações da Covid. O mais triste ainda é que tem muita gente que ignora a letalidade desse vírus.

RITMO ACELERADO

Enquanto isso, a obra do Hospital Regional executada pela SIAL Engenharia prossegue em ritmo acelerado, porém não estou vendo a movimentação para a execução das vias de acesso, da rotatória e nem do projeto de alta tensão.

SÓ OBSERVO

Além disso, a compra de equipamentos, materiais e aparelhos para equipar o hospital não estou ouvindo falar nada sobre isso. Sendo assim acho muito difícil o local entrar em operação este ano. Mas, vou acompanhar…

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.