21/11/2006 07h41 – Atualizado em 21/11/2006 07h41

Assessoria de Comunicação

A Secretaria de Estado de Saúde, por meio da Comissão responsável pelo Pacto de Saúde 2006 e a Secretaria de Saúde de Três Lagoas, realizaram nesta segunda-feira (20/11), no Souvenir Buffet uma Oficina de Trabalho que contou com a participação de representantes da Macro Região de Três Lagoas.

Segundo Jorge Martinho, Secretário de Saúde de Três Lagoas, a Oficina tem como objetivo discutir uma nova forma de trabalho na área da saúde, apresentando propostas para a melhoria no atendimento e diminuindo o tempo de espera para exames, cirurgias e atendimento em geral. “Três Lagoas é uma cidade pólo da região. É uma cidade que além de prestar o serviço de saúde para os seus munícipes, somos referência para os municípios que estão aqui” esclareceu Martinho.

Edelma Lemes, da Secretaria de Estado de Saúde, membro da Comissão responsável pelos trabalhos do Pacto pela Saúde 2006, explicou que o Pacto é um grande acordo que organiza as regiões de saúde. “É uma proposta para que os gestores estaduais e municipais possam assumir as responsabilidades na gestão integral da atenção à saúde de sua população”, afirmou Lemes.

O Pacto pela Saúde 2006 consiste que cada município é responsável pela saúde do seu cidadão em sua integralidade, desde a atenção básica até o último nível de complexidade, a alta complexidade. “O Pacto é um grande acordo”, esclareceu Edelma Lemes. Na ocasião estiveram presentes Secretários de Saúde e Técnicos dos Municípios de Água Clara, Selviria, Brasilândia, Três Lagoas, Chapadão do Sul e Cassilândia. RECURSOS

Na prática, o Pacto pela saúde não significa ampliação de recursos. De acordo com o Secretário Jorge Martinho, “o que se pretende com o novo pacto de saúde é mudar a forma de gerenciamento. Então neste novo pacto de saúde estamos colocando dentro dele o novo pacto de gestão”, ressaltou Martinho.

Um dos pontos fortes neste trabalho é definir as prioridades e definindo o que cabe a cada esfera governamental, incluindo questões financeiras. “Estes recursos que hoje nós recebemos, é lógico que se houver necessidade, se a realidade mostrar isso, a gente vai pleitear mais recursos para a região, mas o mais importante, é a darmos uma forma mais ágil aos recursos que estamos recebendo”, finalizou o Secretário. DELIBERAÇÕES

Os participantes da Oficina concluíram os trabalhos definindo as Micro Regiões, sendo que, juntamente com Três Lagoas estão os municípios de Selviria, Água Clara, Bataguassu e Santa Rita do Pardo.

O Secretário de Saúde de Três Lagoas está responsável em organizar uma agenda e reunir as demais cidades que formam a Micro Região de Três Lagoas, definindo as propostas a serem apresentadas na próxima reunião em Campo Grande, nos dias 6 e 7 de dezembro.

Comentários