08/08/2008 14h47 – Atualizado em 08/08/2008 14h47

Sueli Baptista Damasceno

Meu Pai,

Deixe que hoje eu lhe diga das minhas angústias, da minha solidão.

Deixe que eu lhe conte esta noite todos os erros meus, das minhas incertezas e dos erros que cometi, tentando acertar e te agradar…

Porém novamente errei, pai perdoa-me!

Conte-me teus acertos, tuas tristezas por falhar como eu…

Sim, porque eu falhei quando não percebi que na tua voz

Não havia rancor, havia amor, quando ficava bravo

Para me corrigir, hoje quero te perguntar, que amor é esse tão imenso…

Tão grande que perdoa tanto…

Senta aqui pertinho de mim, lembra daquele jeito, de quando eu era criança?

E tu quando segurava na minha mão, eu me sentia tão feliz…

Sem medo de nada, pois tua coragem era meu porto seguro!

Segura minha mão pai, dê-me forças para caminhar no caminho dessa minha adolescência, complicada, sofrida e as vezes tão mal entendida

ouça comigo a música que gosto,presta atenção na letra, é a minha cara… …eu ouvirei a sua, e juro entenderei o poema da letra e conhecerei teus sonhos! Sonhos teus , sonhos meus…pai querido.

Não conheço os caminhos da vida, ensina-me hoje.

E nesta noite quando eu fingir ter dormido,

Diga ao meu ouvido, bem

baixinho.

-Eu te amo, meu filho e te perdôo, e estarei aqui sempre te guiando.

Pois me deste a alegria imensa de ser seu pai,

um presente que Deus me deu

Feliz dia dos pais para mim!

Comentários