26/04/2016 11h50 – Atualizado em 26/04/2016 11h50

Nesta terça-feira (26) completa-se dois anos do falecimento de Dom José Moreira Bastos Neto, Bispo da Diocese de Três Lagoas e a Pascom (Pastoral da Comunicação da Diocese de Três Lagoas) encaminhou à redação do Perfil News um texto escrito pelo Diácono Roberto Rabelati para homenageá-lo

Assessoria

Há dois anos sentimos a dor da perda de nosso pastor diocesano, Dom Moreira

Era um sábado, 26 de abril de 2014, amanhecido cheio de sol e vida e terminado em “noite escura”, como nos diriam os santos místicos da Igreja.

Dom José Moreira Bastos Neto permaneceu em nossa diocese por quase cinco anos, de maio de 2009 até abril de 2014, mas, o tempo contado nada se compara com o tempo vivido e consagrado para transformar nossas vidas e a vida da Igreja Particular de Três Lagoas.

Jeito mineiro de sorrir, de falar e de rezar, nos cativou pelo exemplo. Quantas vezes não o ouvimos dizer que precisávamos rezar este ou aquele assunto. Confiou até o fim na graça de Deus e a experimentou em sua diocese em cada humilde conquista ou em cada problema abrandado.

Fez questão de reorganizar a Cúria e seus documentos. Formado em História, contemplava os documentos históricos diocesanos com o entusiasmo de um bom estudante.

Sonhava muito em transformar a realidade de nossa diocese. Quem não tem um caso para contar em que Dom Moreira tenha se referido como “é um sonho meu”? Pois é, muitos se realizaram depois de sua partida, muitos, por certo, através de sua intercessão.

Enfim, mais do que lamentar e reviver a tristeza de seu santo óbito, como mencionado na Bula de Nomeação de Dom Luiz Knupp, seu sucessor, queremos principalmente agradecer a Deus pelo dom da vida de Dom Moreira e por sua doação até o seu último momento, às 15h22 daquele 26 de abril.

Não levantaremos um muro de lamentações, mas, vamos entoar grandemente um hino de louvor e ação de graças pelo seu ministério que foi curto, mas profundo, como o é quando se é de Deus.

Dois anos de saudade, dois anos de eternidade! A saudade não é para sempre, justamente porque um dia nos encontraremos na eternidade, quando os nossos sonhos se fundirão para sempre no sonho de Deus.

Pastor de sonhos, Pastor de Deus! Dom Moreira, rogai por nós!

MISSA

A pedido de Dom Luiz Knupp, nesta terça-feira (26) todas as 15 paróquias da Diocese de Três Lagoas, composta por dez cidades, são convidadas a rezar pela alma de Dom Moreira Bastos Neto e também, pelas intenções particulares que cada fiel traz em seu coração.

A Revelação de Deus e o Caminho do Homem

Por Dom Moreira

Na Bíblia o caminho do homem sempre, ou quase, passa pelo deserto e, às vezes, nem chega ao objetivo que este caminho deve levar, como aconteceu com Moisés. Por isto se torna necessário entender o que é o deserto, pois, o deserto me faz entender que sou representante do povo diante de Deus e não representante de Deus diante do povo. E quem esclareceu isto a Moisés foi o seu sogro.

Outro personagem é Paulo, como está em Atos 27, indo para Roma, atravessando o mar revolto e no final o prisioneiro se torna pastor. (sic).

SOBRE A DIOCESE DE TRÊS LAGOAS

A Diocese de Três Lagoas (Dioecesis Trilacunensis) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica com sede episcopal em Três Lagoas (MS). Foi criada pelo Papa Paulo VI em 3 de janeiro de 1978. Abrange um total de 10 cidades (Três Lagoas, Selvíria, Paranaíba, Aparecida do Taboado, Água Clara, Brasilândia, Chapadão do Sul, Santa Rita do Pardo, Inocência e Cassilândia), e contempla 15 Paróquias com mais de 108 capelas/comunidades.

(*) Pascom – Pastoral da Comunicação da Diocese de Três Lagoas

Dom José Moreira Bastos Neto permaneceu na diocese por quase cinco anos. (Foto: Assessoria)

Dom Moreira e o Papa Emérito Bento VXI. (foto: Assessoria)

Texto manuscrito por Dom Moreira. (Foto: Assessoria)

Comentários