05/05/2015 11h22 – Atualizado em 05/05/2015 11h22

De acordo com o Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações, em abril de 2015, foram realizados 161 pedidos de falência em todo o país

Assessoria

Representando uma alta de 15,0% em relação aos 140 requerimentos efetuados no mês anterior (março/15), em abril foram feitos 161 pedidos de falência no Brasil. Este é o maior valor do ano. Em fevereiro de 2015, houve 89 pedidos e em janeiro/15, 113.

Este também é o pior mês de abril dos últimos três anos. Na comparação com abril de 2014, o número de pedidos também cresceu 23,8% pois foram 130 pedidos em abril do ano passado. Em abril de 2013, foram registrados 154 pedidos.

Dos 161 requerimentos de falência efetuados em abril de 2015, 85 foram de micro e pequenas empresas, 33 de médias e 43 de grandes.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o atual quadro conjuntural adverso marcado pelo baixo dinamismo da atividade econômica, pela elevação contínua do custo financeiro das empresas (taxas de juros de empréstimos cada vez mais altas), pela alta do dólar e de demais custos (energia elétrica, combustíveis, etc.) tem prejudicado a saúde financeira das empresas, levando-as a sofrerem pedidos de falências por parte de seus credores.

As recuperações judiciais requeridas cresceram 30,7% em abril de 2015, quando comparadas com o mês anterior. Foram 98 solicitações realizadas no quarto mês deste ano, contra 75 em março de 2015. As micro e pequenas empresas lideraram os requerimentos de recuperação judicial com 54 pedidos, seguidos pelas médias (29), e pelas grandes empresas (4).

Confira abaixo as tabelas completas com os números de falências e recuperações:

(*) Assessoria de Imprensa da Serasa Experian

Um dos principais motivos apontados estão pela alta do dólar e de demais custos. (Foto: Divulgação)

Comentários