06/03/2012 13h34 – Atualizado em 06/03/2012 13h34

Já era previsível que as despesas de início do ano deveriam levar os brasileiros a retirar recursos da poupança.

Daniel Lima, da Agência Brasil

Os saques em caderneta de poupança superaram os depósitos em R$ 412,52 milhões em fevereiro, informou o Banco Central. A captação líquida negativa no mês é resultado da retirada de R$ 88,228 bilhões das contas ante os R$ 87,816 bilhões depositados. Foram creditados R$ 2,346 bilhões em rendimentos. Com isso, o saldo total dos depósitos subiu de R$ 422,399 bilhões para R$ 424,333 bilhões.

No mês passado, o vice-presidente da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), Miguel de Oliveira, já havia alertado, em entrevista à Agência Brasil, que as despesas de início do ano deveriam levar os brasileiros a retirar recursos da poupança nos primeiros meses de 2012, apesar de esse investimento estar se tornando cada vez mais atrativo.

Em janeiro, segundo o Banco Central, também houve captação líquida negativa, que chegou a R$ 2,838 milhões, com saques de R$ 98,268 bilhões e depósitos de 98,265 bilhões. Até então, a poupança não registrava resultado negativo desde maio de 2011 (R$ 1,301 bilhão).

Comentários