01/08/2017 14h24

Levantamento apontou que 50,19% dos entrevistados pretendem comprar presentes, mas outros 38% querem gastar o dinheiro com a comemoração.

Flávio Veras

Uma pesquisa divulgada na manhã de hoje (1) apontou as características dos consumidores para os Dias Dos Pais, que será comemorado no próximo dia 13 de agosto. Dentre os abordados, 50,19% admitiram que comprarão presentes e 38% pretendem gastar parte do dinheiro com a comemoração. O estudo foi realizado em parceria entre o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul (Fecomércio-MS).

Todo o levantamento foi elaborado pelo Instituo de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio-MS (IPF). De acordo com os pesquisadores, a análise levou em conta o perfil dos entrevistados como: intenção de consumo e de comemoração.

Conforme o IPF, foram aplicados, somente em Três Lagoas, 263 questionários, que contribuíram para as 2.153 abordagens em Mato Grosso do Sul. O trabalho ocorreu de 13 a 21 de julho. O nível de confiança da análise é de 95% e a margem de erro pode variar entre 5% e 8%, para mais ou para menos.

Outros pontos que também devem ser considerados, foram os elementos decisivos durante a compra, os principais locais para a realização delas, bem como as possibilidades de fazer uma festa comemorativa.

PERFIL DOS PESQUISADOS

Ainda conforme o instituto, as perguntas tiveram a função de captar comportamento e peculiaridades dos públicos masculino e feminino. Nesse parâmetro, a pesquisa apurou que 49,43% avaliaram a situação econômico-financeira para o Dia dos Pais como igual a do ano passado. Verificou-se também que, dentre os abordados, 33,84% possuíam de 41 a 55 anos, 41,83% tinham o ensino médio completo, 30,04% detinham uma renda de 1 a 3 salários mínimos.

INTENÇÕES DE CONSUMO

Os presentes destacados no ato de presentear foram: artigos do vestuário (41,03%), como carteiras e cinto (14,74%), já perfumes (12,82%). No que se refere ao local de compra, as lojas do Centro foram a preferência de 70,90%. Como muitos brasileiros sempre deixam as compras para a última hora, 66,91% admitiram que o presente será adquirido na semana da data comemorativa. Daqueles que não participarão (49,81%), o principal motivo está atrelado ao fato de não comemorarem o dia dos pais.

COMPRAS E COMEMORAÇÕES

No que se refere a comemoração, 38,78% dos participantes da pesquisa admitiram farão algum tipo de festa. Desses gastos, 53,22% pode ser aplicado em alimentação em casa e 37,43% com bebidas. Contudo, os gastos para 22,68% dos aborados podem variar entre R$ 151,00 a R$ 200,00.

MOVIMENTAÇÃO DE MERACADO

Estima-se que a data em 2017 possa movimentar R$7,18 milhões na economia de Três Lagoas. Desses, 44,85% seriam destinados a comemorações (R$3,22 milhões) e 55,15% aos presentes (R$3,96 milhões).

Já na comparação com o ano passado, poderá haver queda na receita total gerada pela venda de presentes, isto porque o valor médio do presente passou de R$ 146,00 para R$ 137,00 e o número de pessoas que irão as compras, de 63,5% para 50%.

Sobre a comemoração, percebeu-se que esta será mais “caseira”, uma vez que 90,65% disseram que a farão em suas residências. Portanto, os gastos com a festa serão de 53,22% serão voltados a alimentação e 37,43% a bebidas. Portanto, o gasto médio será de R$ 148,00.

Em Três Lagoas, foram feitos 263 questionários que contribuíram para as 2.153 abordagens em Mato Grosso do Sul. (Arquivo/Perfil News)

Comentários