O piloto e um outra pessoa que seguia como co piloto ou passageiro conseguiram fugir após o pouso forçada entrando em uma mata, porém equipe da Força Tática conseguiu prendê-los

O piloto que fez um pouso forçado de uma aeronave bimotor B-58 Baron, prefixo PR VCZ em uma plantação na região de Ivinhema, foi preso agora há pouco em uma mata próxima ao local do pouso. Uma outra pessoa que estava em companha do piloto também foi presa e não se sabe que era passageiro ou estava na função de copiloto. Nesse momento os dois estão sendo encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal de Dourados.

A aeronave bimotor passou por Três Lagoas na manhã de hoje e estava escoltada por caça tucano da FAB (Força Aérea Brasileira). O piloto da aeronave recebeu instruções para aterrissar no aeroporto Plínio Alarcon, porém o piloto do bimotor não cumpriu as determinações dos órgãos de Defesa Aérea e evadiu-se, realizando pouso forçado em campo não preparado, localizado em Ivinhema (MS), com cerca de 700 kg de cocaína a bordo.

Após a aterrissagem forçada o piloto e o outro ocupante do avião fugiram adentrando em uma mata nas proximidades do local do pouso. Equipes da Força Tática atendeu a ocorrência recolhendo a mercadoria que estava dividida em sacos plásticos. Após buscas pela região, os dois homens foram presos e encaminhados para Dourados pela Polícia Federal.

A ação faz parte da Operação Ostium que visa coibir ilícitos transfronteiriços, na qual atuam em conjunto a FAB e Órgãos de Segurança Pública realizadas em conjunto com a PF, envolveram quatro caças A-29 Super Tucano da FAB e um E-99, além de todo o Sistema de Defesa Aeroespacial Brasileiro (SISDABRA).

Comentários