03/12/2014 09h40 – Atualizado em 03/12/2014 09h40

Em 17 meses, a Polícia Militar de MS contabilizou 43% de aumento salarial, segundo revelou a Associação da categoria

Léo Lima com assessoria

Desde a segunda-feira (1º), o novo reajuste salarial dos servidores militares sul-mato-grossenses já está em vigor, segundo informação da Associação dos Cabos e Soldados da PM e Bombeiros (ACS). Agora, com um aumento que chega a 18% para soldados em início de carreira, o salário inicial para praças da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros é de R$ 3.055,49. O maior vencimento inicial será pago a um coronel, no valor de R$ 25.162,21 a partir deste mês.

Os cerca de 6 mil policiais militares vão contabilizar aumento nos salários de 43% em 17 meses, segundo estimativa do presidente da ACS, Edmar Soares da Silva.

Este é o segundo reajuste concedido neste ano – o primeiro foi no mês de maio. Os valores são fixados pela Lei n. 4.351, de 27 de maio de 2013, publicada no Diário Oficial do dia 28 de maio de 2013. Os três aumentos foram firmados após o histórico regime de aquartelamento, encabeçado pela ACS (Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul) em maio do ano passado.

“Enquanto outras entidades amarelaram e firmaram acordos logo no início, a ACS foi até o fim e propôs o aquartelamento. São três reajustes no período de um ano e sete meses. O aumento para o soldado em início de carreira, neste período, chega a 43%”, diz o presidente da entidade, Edmar Soares da Silva.

Edmar esclarece ainda que, mesmo com o novo reajuste, a entidade vai lutar por novo aumento satisfatório do mês de maio do próximo ano. “Nossa luta é pela valorização da categoria, salarial e profissional. Entendemos que uma nova negociação é necessária para que se diminua a disparidade entre o maior e o menor salário das corporações”, finalizou.

Veja abaixo como ficam os salários dos servidores militares:

(*) Com Assessoria de Imprensa da ACS/PMMS

Edmar Soares da Silva explica aos novos bombeiros militares sobre o aumento salarial a partir deste mês (Foto: Divulgação/ACS)

Comentários