10/05/2016 16h15 – Atualizado em 10/05/2016 16h15

A portaria 83 N de 1991 do IBAMA proíbe o corte da “aroeira” e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais

Assessoria

Durante fiscalização em uma fazenda localizado na zona rural do município, a 10 km da cidade, Policiais Militares Ambientais de Bela Vista autuaram hoje (10) pela manhã um proprietário rural por exploração de madeira especialmente protegida por lei.

O fazendeiro, de 52 anos, derrubou 13 árvores da espécie aroeira, sem autorização ambiental e transformava a madeira em palanques, esticadores e estacas para cerca, que era armazenada nas proximidades da sede da fazenda. Foram apreendidos 13 palanques, 16 esticadores e 172 estacas de aroeira resultantes da exploração das árvores derrubadas.

O infrator, residente em Bela Vista, foi autuado administrativamente e multado em R$ 6.500,00. Ele também responderá por crime ambiental, que prevê pena de um a dois anos de reclusão.

A portaria 83 N de 1991 do IBAMA proíbe o corte da “aroeira” e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Inclusive, em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas.

(*) Assessoraid e Comunicação da Polícia Militar Ambiental – PMMS

PMA autua fazendeiro em R$ 6,5 mil por exploração ilegal de madeira de lei. (Foto: Assessoria)

Comentários