23/10/2013 16h02 – Atualizado em 23/10/2013 16h02

PMA autua em R$ 200 mil responsável por carga de agrotóxico apreendida pela PRF

O motorista, residente em Ponta Porã (MS) que estava preso pelo contrabando e pelo crime ambiental foi autuado administrativamente em R$ 200.000,00 pela PMA

Da Redação

Policiais Militares Ambientais de Dourados (MS) foram ontem até a Polícia Federal daquela cidade e autuaram o responsável por uma carga de agrotóxico que fora apreendida ontem pela Polícia Rodoviária Federal, na BR 463, no posto do “Capeí”, por ser contrabandeada do Paraguai.

O motorista, residente em Ponta Porã (MS) que estava preso pelo contrabando e pelo crime ambiental foi autuado administrativamente em R$ 200.000,00 pela PMA. Ele havia se responsabilizado pelos 860 litros de agrotóxicos, além de diversas embalagens do produto em pó das marcas T-ALU 30WP, ZURON 78WP E BEN 30, material advindo do Paraguai.

Além do crime de contrabando ele responderá por crime ambiental, previsto pelo artigo 56 da Lei 9.605/1998 que diz: produzir, processar, embalar, importar, exportar, comercializar, fornecer, transportar, armazenar, guardar, ter em depósito ou usar produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou nos seus regulamentos. Se condenado, poderá pegar pena de um a quatro anos de reclusão, só pelo crime ambiental.

(*) Com informações de Assecom PMA MS

Ele havia se responsabilizado pelos 860 litros de agrotóxicos, além de diversas embalagens do produto em pó das marcas T-ALU 30WP, ZURON 78WP E BEN 30, material advindo do Paraguai (Foto: Divulgação/PMA)

Comentários