14/10/2013 07h58 – Atualizado em 14/10/2013 07h58

PMA conclui curso de taxidermia para Policiais Ambientais de 11 Estados e confecciona 100 animais silvestres

O Curso teve duração de 140 horas e faz parte da grade de cursos da Polícia Militar e, portando, pôde ser oferecido para Policiais de outros Estados

Da Redação

A Polícia Militar Ambiental começou no dia 30 de setembro e concluiu hoje às 10h00 o curso de taxidermia (empalhar) de animais silvestres. O curso visa a preparar os policiais para aproveitamento de animais atropelados, ou que morrem nos Centros de Reabilitação de Animais Silvestres, fazendo taxidermia e os utilizando em oficinas de educação ambiental, em especial em escolas públicas e privadas, para discutir os problemas relacionados à fauna.

O Curso teve duração de 140 horas e faz parte da grade de cursos da Polícia Militar e, portando, pôde ser oferecido para Policiais de outros Estados. Participaram, além de policiais militares ambientais de MS, mais policiais ambientais do Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso, Pará, Alagoas, Bahia e Paraíba. Ao todo foram montados 100 animais silvestres, entre peixes, répteis, aves e mamíferos.

Parte importante do curso é à troca de experiências entre as polícias ambientais sobre os tipos de trabalhos de Educação Ambiental que cada Unidade está executando, com a finalidade de qualificar e melhorar este trabalho tão fundamental para a minimização dos crimes e infrações ambientais.

(*)Com informações de Assecom PMA MS

O curso visa a preparar os policiais para aproveitamento de animais atropelados, ou que morrem nos Centros de Reabilitação de Animais Silvestres (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários