30/09/2013 08h24 – Atualizado em 30/09/2013 08h24

PMA prende paulista, pescando com 500 metros de redes em Brasilândia

O infrator estava em uma embarcação, no momento da chegada dos policiais

Da Redação

Policiais Militares Ambientais de Bataguassu (MS) realizavam operação ontem à tarde no lago da Usina Sérgio Motta no rio Paraná, em Brasilândia (MS) e prenderam um pescador praticando pesca com redes (petrecho proibido). O infrator estava em uma embarcação, no momento da chegada dos policiais, retirando peixes de 500 metros de redes que ele havia armado.

Foram aprendidas as redes de pesca e soltos no rio, 20 kg de peixes que estavam vivos presos às redes. A embarcação e um motor de popa também foram apreendidos. O pescador estava acompanhado de seu enteado de 15 anos, que foi liberado.

O infrator, residente em Presidente Epitácio (SP) responderá por crime ambiental de pesca predatória. A pena para este crime ambiental é de um a três anos de prisão. O pescador também foi multado em R$ 1.000,000.

(*) Com informações de PMA MS

Foram aprendidas as redes de pesca e soltos no rio, 20 kg de peixes que estavam vivos presos às redes (Foto: Divulgação/ PMA)

Comentários