19/04/2018 15h47

Quatro criminosos morreram no confronto. Eles tentavam arremessar drogas, armas e celulares para o Presídio de Segurança Média. Homenagem partiu do deputado estadual Eduardo Rocha

Lucas Gustavo

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul apresentou, ontem (18), ‘’Moção de Congratulação’’ aos policiais militares de Três Lagoas que tiveram participação em uma ocorrência de troca de tiros com quatro bandidos, no último dia 12. Todos os criminosos morreram no confronto. A iniciativa de homenagear os servidores partiu do deputado estadual Eduardo Rocha (MDB). O próprio parlamentar quem entregou ofício de elogio aos PMs durante a cerimônia de passagem de comando do 2º Batalhão.

Na data da ocorrência, a polícia recebeu denúncia de que os quatros acusados, de 16, 17, 20 e 32 anos, tentavam arremessar drogas, armas e celulares para o Presídio de Segurança Média (PSM). Os militares se dirigiram ao local e foram recebidos a tiros. Para se defenderem, os PMs revidaram e os bandidos acabaram atingidos. Eles foram socorridos ao hospital Nossa Senhora Auxiliadora, mas não resistiram aos ferimentos.

Com os acusados, a polícia encontrou quatro revólveres, 11 tabletes de maconha e celulares. A Moção de Congratulação foi dirigida ao Major Ênio de Souza Soares – comandante do 2º Batalhão de PM de Três Lagoas -, ao 2º tenente J. S. S. o 3º sargento S. S. S, e aos cabos, J. P. P. – J. R. C. S, – J. C. L, e aos soldados D. M, – A. P. S e T. C.

‘’A ação policial teve um desfecho satisfatório, em razão do profissionalismo e da calma demonstrada pelos policiais que, mesmo em momento de grande tensão, conseguiram, manter suas integridades físicas e executaram com êxito a ação’’, diz um trecho da homenagem.

‘’A Polícia Militar precisa de policiais como os homenageados, que não se furtaram a sua obrigação, arriscando as próprias vidas em prol do bem comum, provendo a paz social ao evitar a ação dos bandidos’’, finaliza a Moção.

Armas, drogas e celulares aprendidos com os criminosos na data da ocorrência. (Foto: Divulgação/Polícia Militar).

Comentários