Três apreensões, uma em Miranda, outra em Ponta Porã e a última em Bataguassu deram prejuízo de mais de R$ 17 milhões ao tráfico

A quinta-feira, 22, foi um dia especialmente bom para as polícias Federal e Federal Rodoviária em Mato Grosso do Sul. Apenas neste dia foram feitas apreensões que resultaram em mais de 600 kg de cocaína fora de circulação – um prejuízo de mais de R$ 17 milhões ao tráfico.

A primeira foi em Miranda, ainda durante a madrugada, quando a PRF abordou dois carros – um com um batedor e outro com um casal, que carregada 41kg de cocaína, carga avaliada em R$ 1,7 milhão.

A segunda foi em Ponta Porã, quando a Polícia Federal realizou a maior apreensão do ano, com 437,5 kg de cocaína. A droga estava escondida em um caminhão bitrem e o condutor foi preso. O valor da carga é estimado em R$ 10 milhões.

A última ocorreu em Bataguassu. Um homem de 27 anos foi preso após ser detido com uma carga de 129kg de cocaína, avaliada em R$ 5 milhões. A droga estava escondida em uma carga de milho. De acordo com a PRF, o condutor estava em companhia de sua esposa. Ele contou que havia carregado a droga na cidade de Corumbá e depois seguiu até Sidrolândia, onde carregou o milho.

O motorista disse que levaria o entorpecente até Guarujá (SP), depois de descarregar o milho em Sidrolândia. Ele declarou ainda ter preparado o veículo com a droga em Corumbá. A mulher que o acompanhava disse que não sabia da existência do carga ilícita.

Comentários