Desde o início das investigações, casal já havia perdido o poder familiar. Eles aguardam o recâmbio para os respectivos presídios

Policiais Civis de Brasilândia (MS), prenderam na última sexta-feira (11), um casal condenado por estupro de vulnerável. As prisões ocorreram devido a mandados de prisão decorrente das sentenças condenatórias.

Segundo a polícia, o caso ocorreu em 2017. Na ocasião, Conselheiros Tutelares haviam recebido denúncias de que o homem estaria abusando da enteada, que na época, tinha apenas 11 anos de idade.

O Conselho encaminhou a denúncia à Polícia Civil, que apurou os fatos e remeteu o Inquérito ao Ministério Púbico. O abusador foi condenado a uma pena de 20 anos de reclusão em regime fechado.

Ele ainda responde a outro inquérito, também por estupro de vulnerável, que de acordo com a polícia, ainda está em fase e instrução.

MÃE OMISSA

Ainda conforme a polícia, no curso do processo teriam surgido indícios de que a mãe da vítima foi omissa em relação aos abusos praticados pelo padastro, e por conta disso, também foi denunciada. Ela acabou sendo processada e condenada por estupro de vulnerável, devido a omissão.

A mãe acabou sendo condenada a 12 anos de prisão em regime fechado.O casal que já havia perdido o poder familiar desde o início das investigações está detido provisoriamente na Delegacia de Polícia Civil daquele município, aguardo o recâmbio aos respectivos presídios.

DENÚNCIAS
A Polícia Civil tem um serviço de denúncias anônimas via WhatsApp 67 999195990 ou 67 999879169. O anonimato é garantido.

Comentários