Ação faz parte de uma investigação que apura denúncia de desvio de recursos públicos na contratação de shows artísticos pela prefeitura.

SITE RP10 – A Polícia Civil de Andradina realizou na manhã desta sexta-feira (18) a “Operação Caixa de Pandora”, cumprindo mandados de busca e apreensão em Castilho, tendo como alvo principal a Prefeitura, e também na cidade de Presidente Prudente. A ação faz parte de uma investigação que apura denúncia de desvio de recursos públicos na contratação de shows artísticos pela prefeitura.

Os mandados de busca foram expedidos pelo TJSP (Tribunal de Justiça de São Paulo), sendo três para Castilho e um para Presidente Prudente. A movimentação das equipes de polícia na cidade chamou a atenção dos moradores, principalmente de quem passou pela região da prefeitura, onde funcionários foram impedidos de sair do prédio e a entrada de pessoas também foi proibida, durante o cumprimento do mandado de busca.

Chegou a circular a informação de que um advogado ligado à prefeita Fátima Nascimento, que é considerado no meio político como “prefeito de fato” da cidade, teria sido preso, mas a informação não confirmada posteriormente. Ele é um dos alvos da operação. Os policiais apreenderam materiais e equipamentos nos setores de licitação e contabilidade da Prefeitura.

No final da manhã, o assessor de imprensa da Prefeitura de Castilho, Sidnei Ferreira, concedeu entrevista coletiva justificando a operação, realizada com base em uma denúncia feita por um veículo de comunicação sobre desvio de verbas destinadas a shows na cidade de Castilho, entre 2017 a 2019.

De acordo com declaração do assessor, a prefeitura Fátima é a principal e maior interessada no esclarecimento do caso sobre a denúncia de desvio de recursos públicos. “A prefeitura reconhece o trabalho da Polícia Civil, tanto que o acesso onde vistoriaram e recolheram documentos foram franqueados. Recolheram documentos relativos a contratações de shows e a operação não envolve a prefeita”, declarou.

Ferreira disse que a prefeitura sempre irá colaborar com os trabalhos e investigações da Polícia. Informou que o grupo político está muito tranquilo e lamentou o que ele chamou de “carnaval” feito pela oposição em cima do assunto.  Ele finalizou a entrevista informando ainda que ninguém foi preso, e apenas materiais foram apreendidos para investigação. Mais informações a qualquer momento.

Comentários