A Polícia Militar prendeu nesta terça-feira (22), mais cinco pessoas acusadas de receptação e furto ocorridos na área central de Três Lagoas.

Segundo o boletim de ocorrência, por volta das 3 horas, policiais militares realizavam policiamento preventivo no centro comercial da cidade, quando abordaram um suspeito de 22 anos, em uma bicicleta de cores preta e vermelha. Com ele, a polícia ainda encontrou a quantia de R$ 110.

Durante checagem, foi verificado que o suspeito possuía inúmeras passagens pela Justiça, sendo por tentativa de homicídio, roubo e furto.

Durante a ação,os militares se lembraram que no dia anterior, durante a prisão de um autor de furto, ele teria informado o nome de um dos comparsas, sendo o rapaz abordado.

CONFISSÃO E DELAÇÃO

Questionado sobre furto, o jovem confessou sua participação na ocorrência registrada no dia anterior. Ele acabou indicando a localização dos receptadores dos produtos subtraídos e também delatou outro comparsa.

Em posse das informações, os policiais realizaram diligências, seguindo até a Rua José Marciano Pereira, no Bairro Jardim das Paineiras, onde localizaram um notebook, marca samsung e prenderam um homem de 29 anos, que alegou ter pagado R$ 50 pelo produto.

MAIS DILIGÊNCIAS

Em ato contínuo, a equipe policial seguiu até a Rua Romeu de Campos, no Bairro Vila Nova, onde prendeu outros dois receptadores, de 31 e 43 anos. Questionados sobre os produtos furtados, eles alegaram que já teriam revendido os produtos adquiridos, a uma mulher moradora nas proximidades.

Em nova diligência, a mulher foi localizada na Rua Domingos Rímoli no Bairro São Jorge e com ela, foram recuperados um notebook Acer e um ventilador Mondial 400w,  comprados por apenas R$ 80.

De posse dos produtos recuperados, os policiais identificaram que eles teriam sido furtados no dia 21 deste mês de um escritório, localizado na Rua João Carrato no centro da cidade, local bem próximo da abordagem inicial.

Diante dos fatos, o acusado pelo furto e os receptadores foram detidos e conduzidos à Delegacia de Polícia Civil, onde foram autuados em flagrante pelos respectivos crimes.Os produtos recuperados foram restituídos à legitima proprietária.

Comentários