04/09/2014 17h53 – Atualizado em 04/09/2014 17h53

Decreto do governo saiu no Diário Oficial do Estado e vale por 180 dias. Prefeitura de Corumbá já tinha decretado emergência na segunda (1º)

Da Redação

O governo de Mato Grosso do Sul declarou situação de emergência na ponte rodoviária sobre o rio Paraguai, em Corumbá, nove dias depois que uma embarcação atingiu um dos pilares da travessia. Decreto foi publicado, na quinta-feira (4), no Diário Oficial do Estado e foi assinado pelo governador André Puccinelli.

A emergência terá duração de 180 dias. Conforme o texto, os órgãos da administração direta e indireta estadual ficam autorizados a prestar apoio suplementar a Corumbá e Ladário, mediante prévia articulação com o órgão de Coordenação do Sistema Estadual de Defesa Civil.

Nas considerações do decreto, consta que a BR-262 é o único acesso rodoviário a Corumbá e Ladário e que umas das maiores fontes de minério de ferro do Brasil está em solo corumbaense. Além disso, o colapso na estrutura da ponte afeta negativamente a cadeia econômica dos municípios em várias áreas, como abastecimento de produtos e atividades turísticas.

Uma embarcação paraguaia com farelo de milho que estava atracada na região de Porto Morrinho, a 70 km da cidade, se moveu à deriva e bateu em um dos pilares da ponte da BR-262 na madrugada do dia 26 de agosto.

Segundo os laudos técnicos, o impacto deslocou parte da superestrutura da ponte em 20 centímetros e danificou os aparelhos de apoio às vigas. Por isso, o tráfego de veículos foi restrito.

Situação de emergência já tinha sido decretada pela prefeitura de Corumbá na segunda-feira (1º). Esse decreto também vale por 180 dias.

(*)Com informação de G1 MS

Fenda aberta em ponte após acidente com embarcação (Foto: Reprodução/TV Morena)

Pilar de ponte atingido por embarcação (Foto: Reprodução/TV Morena)

Comentários