03/02/2012 16h45 – Atualizado em 03/02/2012 16h45

Coletiva de imprensa

Para tanto, Márcia Moura determinou remanejamento e liberação de mais de R$ 1 milhão de recursos do Município para atender à solução de problemas de saúde da população

Assessoria de Comunicação

A prefeita Márcia Moura (PMDB), em entrevista coletiva à Imprensa, na manhã desta sexta-feira (3), na sala de reuniões do Gabinete, anunciou a liberação de R$ 1.069.735,00 para a realização de 1.361 cirurgias eletivas.

Participaram também da coletiva de Imprensa a secretária de Saúde, Eliane Brilhante; o secretário de Finanças, Planejamento e Controladoria Geral, Walmir Marques Arantes; presidente da Câmara Municipal, vereador Jurandir (Nuna) da Cunha Viana Júnior (PMDB); e a gerente de Média e Alta Complexidade, da Secretaria de Saúde, Thais Emiliana Sales da Silva.

Os recursos a serem investidos nesses procedimentos cirúrgicos são da Receita do Município e, por determinação da prefeita, as cirurgias eletivas deverão ser realizadas dentro de um prazo de 90 dias, para atender, “o maisrápido possível a essas pessoas que necessitam de cirurgias para a melhoria da qualidade de suas vidas”, explicou a prefeita.

“É desumano ver tantas pessoas sofrendo à espera da vez de uma cirurgia de catarata, de uma hérnia ou de uma artroplastia de joelho ou de quadril, entre outras. A saúde é a principal porta para as pessoas melhorarem as condições de vida. Sem ela as demais possibilidades e oportunidades tornam-se em vão”, observou a prefeita Márcia Moura.

Essa medida torna-se possível, “graças à sensibilidade e humanidade da prefeita Márcia Moura, que determinou ao secretário de Finanças aviabilização de recursos, já que os repasses do Ministério da Saúde para essa finalidade não atendem à demanda do Município”, explicou Eliane Brilhante.

O repasse anual do Sistema Único de Saúde (SUS) para essa finalidade específica, em torno de R$ 176 mil,“mal e mal dá para atender a 189 procedimentos cirúrgicos eletivos”, informou a secretária de Saúde.
“Por falta de recursos, os pacientes precisam enfrentar lista de espera, aumentando assim a demanda reprimida”, explicou.

Uma das causas que também fazem aumentar a demanda reprimida é o aumento da população flutuante de Três Lagoas. Enquanto para o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), o Município possui população pouco acima de 103 mil habitantes, “a realidade populacional é superior a 115 mil”, lembrou Walmir Arantes.

Na administração da prefeita Márcia Moura, “a Saúde sempre mereceu a principal prioridade na aplicação de investimentos. Pela Constituição Federal seria nossa obrigação aplicarmos 15% da Receita. No entanto, a administração da prefeita Márcia Moura chega a investir mais de 24% na Saúde”, informou Walmir Arantes. “Com isso, os Municípios estão sufocados nos seus orçamentos, devido aos investimentos que precisam para atender à Saúde da população”, disse. Em 2011, a Prefeitura de Três Lagoas investiu mais de R$ 70 milhões só na Saúde.

“Por determinação da prefeita Márcia Moura, o remanejamento de recursos orçamentários para a realização das cirurgias eletivas não irá afetar obras em andamento e as que já foram anunciadas”, assegurou o secretário de Finanças.

OUVIR A POPULAÇÃO

Uma das características da administração da prefeita Márcia Moura é o contato pessoal com a população para ouvir suas reivindicações, sugestões e críticas.

Para isso, a secretária de Saúde, atendendo a pedido da prefeita Márcia Moura, mandou fazer 30 urnas que deverão ser colocadas em todas as Unidades de Saúde.

Com isso, a população tem a oportunidade de manifestar por escrito suas opiniões, sugestões e críticas sobre o atendimento à Saúde.

“Além do serviço da Ouvidoria da Saúde, a população tem mais este instrumento para se comunicar com a prefeita, para que tomemos conhecimento do que precisa melhorar”, explicou Eliane Brilhante.

Semanalmente, a equipe da Ouvidoria da Saúde estará recolhendo esses formulários que estarão à disposição da população, junto a essas urnas.

Prefeita e autoridades em coletiva de imprensa
Foto: Assessoria de Comunicação

Comentários