24/06/2015 19h30 – Atualizado em 24/06/2015 19h30

Segundo a PRF, como a curva é muito sinuosa o gado pode ter pendido para o lado direito, pesando e causando o tombamento

Fábio Jorge e Ricardo Ojeda

O Corpo de Bombeiros e Polícia Rodoviária Federal de Três Lagoas registraram no final da tarde de hoje, quarta-feira (24), a morte do motorista da carreta que tombou na curva do Córrego da Moeda, na BR-158, próxima à rotatória de entrada da Fibria. O veículo Volvo de cor branca, placas HSY-9400 e carreta HTG-1055 (ambas de Campo Grande) transportava cabeças de gado.

De acordo com as informações do PRF Júlio, o motorista possivelmente perdeu o controle ao contornar a curva e por ser bastante fechada, os animais possam ter se deslocado abruptamente para o lado direito, tendo o peso impulsionando a perda do controle do veículo. Com o acidente, a carreta deslocou-se do eixo e a cabine ficou completamente destruída.

Veja a galeria como foi o acidente. Fotos: Ricardo Ojeda

PROVIDÊNCIAS

O motorista, identificado como Renato, ficou preso entre as ferragens e morreu no local. Até o fechamento da reportagem, os oficiais não souberam precisar o nome completo do condutor.
Os profissionais do SAMU (Serviço Atendimento Móvel de Urgência) também atenderam o acidente e entraram em contato com a Empresa Transfutura, para que a mesma tome as providências em relação à vítima, veículo e carga.

Ainda não há informações sobre a quantidade de gado que estava sendo transportado, porém, alguns animais morreram no interior da carreta e outros escaparam. Os agentes da PRF fizeram a remoção dos bois que escaparam para uma área cercada na região, a fim de evitar acidentes na pista.

O Corpo de Bombeiros permanece no local à espera da perícia técnica da Polícia Civil e após os procedimentos periciais, o corpo da vítima será removido para o IMOL de Três Lagoas.

Corpo do condutor da carreta ficou preso nas ferragens e só será removido após ser liberado pela perícia (Foto: Ricardo Ojeda)

Comentários