12/07/2017 10h33

Integrantes da ABRASEL tiraram dúvidas sobre os direitos dos consumidores e questões de Vigilância Sanitária

Redação

O Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor de Três Lagoas (PROCON) se reuniu na tarde desta terça-feira (11), na sede do Edifício das Repartições Públicas Estaduais (ERPE), com os membros da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Três Lagoas (ABRASEL), o objetivo foi, com a participação da Vigilância Sanitária, esclarecer dúvidas dos comerciantes e prestar orientações.
Entre os assuntos tratados pelo PROCON, foram dados esclarecimentos sobre as novas medidas aprovadas recentemente pelo Planalto, como a regularização da cobrança de diferentes preços para contas pagas em cartão de crédito, débito ou em dinheiro, entre outras.

Algumas determinações mais antigas também foram informadas aos empresários, entre elas, a exposição de preços de forma clara em cardápios, cobrança correta em pizzas meio-a-meio, de acordo com o coordenador de gestão do PROCON. “Uma prática incorreta por alguns estabelecimentos é cobrar o preço da pizza mais cara quando é feito uma venda de dois sabores. O correto é fazer uma média do valor. O consumidor não precisa pagar o preço integral da mais cara se não tiver consumido o produto todo daquele sabor”, explicou.

Reuniões desse caráter fazem parte da agenda adotada pelo Programa, que já se reuniu com outras classes a fim de manter alinhadas as informações sobre os direitos e deveres e evitar contratempos com os consumidores. “Entendemos que é melhor que o consumidor não tenha a necessidade de abrir ações contra os fornecedores, assim evita-se contratempos e multas. Essa é a postura dessa gestão, ouvir a população e também os empresários”, disse o Assessor Especial do PROCON, Mohamed Youssef El Jarouche.

(*) Assessoria de Comunicação Prefeitura de Três Lagoas

Reuniões desse caráter fazem parte da agenda adotada pelo Programa (Foto/Assessoria)

Comentários