30/09/2003 13h48 – Atualizado em 30/09/2003 13h48

Com investimentos estimados em US$ 670 milhões, a Petrobras concluiu o projeto do Gasoduto Campo Grande(MS)-Canoas(RS), que passa por Dourados, atravessa os municípios paranaenses de Paranavaí, Maringá, Campo Mourão e Pato Branco, cruza o território catarinense com uma estação em Chapecó e termina no Rio Grande do Sul, por Erechim e Passo Fundo.

A informação foi prestada pelo deputado federal Vander Loubet (PT-MS), depois de conversar na semana passada com o presidente da Gaspetro, Djalma Rodrigues de Souza. A extensão total desse traçado é de 1.291 km. Com tubos de 22 polegadas de diâmetro, o gasoduto terá pontos de referência em 12 municípios dos quatro Estados (MS, PR, SC e RS), atingindo um mercado potencial com um consumo médio de 4.957 metros cúbicos/dia.

Segundo Vander Loubet, o projeto já é resultado da audiência pública do dia 8 de agosto na Associação Comercial e Industrial de Dourados, da qual participaram prefeitos e representantes de Maringá e Londrina.

Para Vander Loubet, a reivindicação douradense é estratégica para o futuro da economia, não se Mato Grosso do Sul, mas de todo o Centro-Oeste, como novo eixo do desenvolvimento econômico do País.

“O gás natural traz consigo um suporte consistente para os investidores, sobretudo do segmento industrial”, frisou. Vander ressaltou que a luta pelo ramal de Dourados é coletiva e associa o empenho de todas as lideranças políticas e empresariais da região.

Fonte:Midiamax News

Comentários