26/07/2017 16h58

Pena pode chegar até 5 anos de cadeia. Ele pede que a população registre imagens dos acusados e os denuncie às autoridades

Lucas Gustavo e Ricardo Ojeda

Em Três Lagoas, cresce a cada dia o número de queimadas e fato gera transtorno e indignação aos moradores. Em defesa da população e também revoltado com casos, o promotor de Justiça e Meio Ambiente, Antônio Carlos Garcia de Oliveira, assegurou a prisão de quem for flagrado atendo fogo em matos e terrenos.

Ontem (25), um incêndio em um pasto na Rua D, do bairro Jardim das Acácias, chegou a atingir uma casa. O Corpo de Bombeiros controlou as chamas, mas o morador perdeu todos os móveis e documentos. A ocorrência foi registrada pelo polícia para ser investigada.

O mesmo terreno, horas depois, foi impactado novamente pelo fogo, segundo a internauta Denise Oliveira. De acordo com ela, as queimadas no bairro são constantes.

Em entrevista ao Perfil News, o promotor de Justiça e Meio Ambiente, Antônio Carlos Garcia de Oliveira, explicou que, para esse tipo de crime, conforme o Código Penal, a reclusão varia de 1 a 5 anos.

‘’O acusado também recebe uma penalidade administrativa da PMA, além de multa e punição da Secretaria de Meio Ambiente’’, frisou Antônio Carlos.

De acordo com o promotor, em casos em que o fogo é colocado em terreno, o dono da área se torna o coautor e reponde pelo crime em caráter culposo. Nesse caso, a detenção é de 6 meses a 1 ano e o acusado ainda é multado. Ele reforça que a situação ocorre, pois é dever dos donos das áreas as manterem limpas.

A internauta Denise Oliveira enviou fotos ao Perfil News e disse que as queimadas na Avenida Jary Mercante, no Jardim das Acácias são constantes, como mostram as imagens registradas na tarde dessa quarta-feira (26) .

DENÚNCIAS

Ainda conforme Antonio Carlos, pessoas flagradas cometendo crimes ambientais devem ser denunciadas imediatamente. Ele orienta que os moradores façam fotos e, se possível, vídeos dos suspeitos em ação. As imagens servirão como prova e testemunhas também podem reforçar a acusação.

As denúncias podem ser feitas em qualquer órgão de segurança e até por meio do boletim online.

FOGO NA LAGOA

No início da semana, uma vegetação de mais de 20 mil metros quadrados, na região da 2ª Lagoa, foi destruída por um incêndio. Uma equipe do Corpo de Bombeiros, chamada pela Secretaria de Meio ambiente, apagou as chamas. Um caminhão pipa da prefeitura também auxiliou os trabalhos.

Nas imagens registradas pelo piloto Marcelo Rodrigues mostra queimada em área de conservação ambiental

IMAGENS AÉREAS

As queimadas registradas em Três Lagoas são constantes, como mostram as fotos aérea registradas pelo piloto de paramotor, Marcelo Rodrigues no dia 15 passado, em área central da cidade, entre a primeira e a segunda lagoa, região considerada como Área de Preservação Permanente. O fogo, conforme mostra as imagens começou próximo a uma cerâmica e se alastrou pela vegetação seca, principalmente nessa época do ano.

Outro detalhe que preocupa os moradores e as autoridades da área de saúde da cidade é que com tempo favorece os problemas de doenças respiratórias, principalmente em crianças. Com a fumaça das queimadas, essa situação tende a piorar muita mais.

Imagem mostra que nem em área de preservação permanente escapa da ações irresponsáveis (Foto: Marcelo Rodrigues)

O promotor de Justiça e Meio Ambiente, Antonio Carlos Garcia de Oliveira disse ao Perfil News que quem foi pego em flagrante fazendo queimada poderá ser preso (Foto: Perfil News)

Comentários