15/01/2013 14h28 – Atualizado em 15/01/2013 14h28

Promotora de Justiça é rendida em roubo em casa, diz polícia em MS

Dois suspeitos renderam promotora, marido e a mãe dela, em Terenos. Um dos suspeitos, adolescente de 16 anos, morreu em perseguição policial.

Da Redação

Uma promotora de Justiça de Mato Grosso do Sul e a família foram mantidos reféns durante roubo na noite de segunda-feira (14), em Terenos. Os dois suspeitos pularam o muro da casa e levaram joias, aparelhos eletrônicos, dinheiro e computadores. Depois que o roubo foi descoberto, policiais encontraram um dos suspeitos, um dos adolescente de 16 anos, que fugia como carro das vítimas. Na perseguição, ele capotou o veículo e morreu no acidente.

O caso está sendo mantido em segredo de Justiça. Segundo relato da promotora à Polícia Civil, eles foram rendidos por volta das 22h (horário de MS). Os dois suspeitos entraram na residência vizinha, que está desocupada, pularam o muro e entraram pela porta dos fundos da casa da vítima.

Na hora do roubo, estavam na sala a promotora, o marido e mãe dela. O filho do casal, de dois anos, dormia no andar de cima.

Com exceção da criança, as vítimas foram amarradas, enquanto os suspeitos pegavam joias, dinheiro e aparelhos eletrônicos. Enquanto revistavam a casa, os homens encontraram a carteira funcional do Ministério Público Estadual (MPE).

Os suspeitos fugiram nos dois veículos do casal. A promotora disse que conseguiu se soltar cerca de 20 minutos depois que os suspeitos deixaram a casa e pediu ajuda e vizinhos. Equipes das polícias Militar e da Rodoviária Federal e do Grupo Armado de Repressão a Roubos, Assaltos e Sequestros (Garras) foram acionadas. A fiscalização nas rodovias foi avisada do roubo e das características dos veículos.

CAPOTAGEM

Segundo a Polícia Civil, um dos suspeitos foi localizado na MS-355, próximo a Dois Irmãos do Buriti. O condutor passou em alta velocidade e foi perseguido. Ele perdeu o controle do carro e capotou. O suspeito, um adolescente de 16 anos, morreu no local. Dentro do veículo, foram encontrados vários objetos identificado como sendo das vítimas: um tablet, um notebook, um modem, cinco celulares, aparelho de MP3 e cartões de banco.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil em Terenos. O outro suspeito do roubo não foi identificado. O delegado Paulo Roberto Diniz disse que a polícia apura o envolvimento de mais uma pessoa no crime, já que testemunhas viram uma pessoa passando de moto várias vezes na frente da casa.

A Polícia Civil de Terenos está investigando o caso que segue em segredo de justiça.

(*) Com informações de G1 MS

Comentários