29.2 C
Três Lagoas
sexta-feira, 28 de janeiro, 2022
InícioNotíciasQuadrilha é presa por desvio de combustível em Ribas do Rio Pardo

Quadrilha é presa por desvio de combustível em Ribas do Rio Pardo

Eles supostamente desviavam 1.000 litros de combustível de uma a duas vezes por semana 

Uma mulher e três homens, suspeitos da prática dos crimes de furto qualificado e associação criminosa, foram presos em flagrante, na tarde de ontem (13), em Ribas do Rio Pardo.

De acordo com o apurado pela Polícia Civil, os suspeitos estavam sendo investigados há aproximadamente dois meses, pois supostamente desviavam grande quantidade de combustível da própria empresa de trabalho.

Dentre os integrantes do grupo, dois homens eram motoristas de caminhão e um outro auxiliar de obras.

A esposa de um deles também dava cobertura para a retirada de óleo diesel sem autorização dos proprietários.

Investigadores do S.I.G. receberam várias denúncias anônimas de que os suspeitos utilizariam mais uma vez o caminhão da empresa para o desvio do combustível.

Assim que receberam essas informações, investigadores efetuaram diversas diligências, inclusive técnicas investigativas, e conseguiram interceptar o caminhão, que estava fora do perímetro permitido.

Dois homens foram abordados e confessaram o furto. Eles receberam voz de prisão.

Quando os dois presos já estavam na delegacia, os outros integrantes do grupo, um casal ficou rondando de carro a unidade policial.

O casal tentou empreender fuga, porém foi alcançado na Avenida Nelson Lírio. Eles também receberam voz de prisão por furto qualificado e associação criminosa.

Na delegacia, depois de oitiva de testemunhas, concluiu-se que a associação criminosa chegou a lucrar aproximadamente R$ 100.000,00 (cem mil reais) em apenas dois meses.

Eles supostamente desviavam 1.000 litros de combustível de uma a duas vezes por semana. 

No caminhão que era dirigido na ocasião, a Polícia Civil conseguiu recuperar em torno de R$ 5.000 litros de óleo diesel e 80 litros de óleo lubrificante, antes que os produtos pudessem ser vendidos a pretensos receptadores.

Por fim, os suspeitos encontram-se à disposição da Justiça.

Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.