06/05/2013 08h51 – Atualizado em 06/05/2013 08h51

Renda agrícola sobe 92% no Estado

Da Redação

O agronegócio tende a amortizar o resultado modesto do Produto Interno Bruto (PIB) do País projetado para este ano. Nesse contexto, o impulso à economia nacional deve ser dado, sobretudo, pelos estados produtores como Mato Grosso do Sul. Com a valorização das commodities e produção recorde de grãos, a renda agrícola do Estado disparou em 92% no intervalo de dois anos, chegando, em 2013, a R$ 11,72 bilhões, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Considerando o PIB, as projeções para este ano não são animadoras – na semana passada, os bancos reduziram as previsões de crescimento da economia de 3,5% para 3% após o IBGE divulgar encolhimento de 0,5% da produção industrial no primeiro trimestre. Essa situação é contrabalançada pelo desempenho do agronegócio. “Com os números da safra 2012/2013, a agricultura será, sem dúvida, a maior responsável pelo crescimento do PIB neste ano”, estima o economista Thales de Souza Campos, diretor do Instituto de Pesquisa da Fecomércio (IPF).

(*) Com informações de Correio do Estado

Com a valorização das commodities e produção recorde de grãos, a renda agrícola do Estado disparou em 92% no intervalo de dois anos (Foto: Arquivo)

Comentários