Furtos têm constantemente prejudicado moradores da cidade

Interrupção no fornecimento de energia, água, redes de telefonia inoperantes. Estes são apenas alguns dos prejuízos causados pelo furto de fios de cobre, crime que vem se tornando cada vez mais frequente em Três Lagoas.

Conforme a polícia, a onda de furtos de fios de cobre ocorre desde o final de 2020 e mesmo com atuação rígida da Polícia Militar, os criminosos continuam agindo e furtando, quase de maneira descarada em vários pontos da cidade.

Quando os suspeitos são detidos pela autoridade policial muitas vezes acabam soltos os acusados, ainda na audiência de custódia.

Nem mesmo a Lei nº 3.791 sancionada em maio deste ano, pelo prefeito municipal, Angelo Guerreiro, que dispõe sobre a proibição da comercialização desses materiais sem origem ou comprovação de destino, podendo sofrer penalidades, inibiu a ação dos ‘larápios’, que continuam cometendo o crime e atacando a iluminação pública, escolas, centros de educação infantil e outros órgãos públicos.

SANESUL, NOVAMENTE ALVO – E QUEM PAGA É A POPULAÇÃO

Mais uma vez, a Sanesul foi alvo desses criminosos e quem está pagando a conta é a população sem o fornecimento de água.

O furto de cabos elétricos do Sistema de Abastecimento de Água Santa Luzia ocorreu na madrugada desta quinta-feira (10). Após o crime, o autor empreendeu fuga, tomando rum ignorado.

Os Bairros afetados foram: Novo Oeste, Orestinho, Jardim das Primaveras, Vila Verde, Jardim Flamboyant, Jardim Maristela, Jardim das Violetas, Jardim Imperial, Residencial O.T, Loteamento Império e bairros adjacentes.

Não é a primeira vez que o fornecimento é interrompido devido aos furtos. Confira aqui outras ações dos bandidos que interromperam serviços básicos em Três Lagoas.

Comentários