Rumo à universalização de esgotamento sanitário, Três Lagoas tem hoje 88% de área com instalação de rede de esgoto

A Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) iniciou a construção de nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) em Três Lagoas.

A nova Estação de Tratamento, denominada Souza Dias, terá a capacidade de tratar 100 litros por segundo. Além dessa obra, também será feita a execução de 1.140 metros de emissário. Ao todo serão investidos R$ 14,5 milhões, recurso esse do Orçamento Geral da União (OGU).

O gerente regional da Sanesul em Três Lagoas, Adilson Bahia, esteve na manhã da última sexta-feira (28) na obra de construção da nova ETE e comentou o andamento dos trabalhos. “O projeto está sendo executado dentro do cronograma previsto. Nesse momento está sendo feita a terraplanagem. É uma obra fundamental para ampliar o sistema de esgotamento sanitário”, disse Bahia.

Obra é acompanhada pela Gerência Regional da Sanesul. Fotos: Divulgação

De acordo com o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Junior, com essas obras, Três Lagoas caminha para a universalização do esgotamento sanitário. “Hoje a cobertura é de aproximadamente 88% na cidade. É um ganho enorme para a sociedade, pois investir em saneamento é investir na saúde pública e na preservação ambiental”, explica Walter.

O município de Três Lagoas possui outras duas Estações de Tratamento de Esgoto, a Planalto e a Jupiá. Juntas, elas têm a capacidade de tratar 140 litros de esgoto por segundo.

“Estamos conseguindo passar a mensagem de preocupação com a qualidade de vida e a preservação com o meio ambiente. São investimentos importantes que atendem à demanda atual e futura da população”, concluiu o diretor-presidente da Sanesul.

Comentários