Seu marido já falecido, diácono Pedro Barbosa, receberá homenagem póstuma; proposta foi feita pelo Presidente da Câmara, André Bittencourt

No próximo dia 27 de março a Câmara de Vereadores de Três Lagoas vai homenagear dois expoentes de Três Lagoas: Dona Sarah Romero Barbosa e seu falecido marido, o diácono Pedro Barbosa. Dona Sarah receberá o título de Cidadã Três-Lagoenses e Pedro terá sua homenagem póstuma. A preposição é de autoria do presidente do legislativo, André Bittencourt.

Sarah e Pedro à frente da família. Foto: Arquivo Pessoal

O casal Sarah Romero Barbosa e Pedro Barbosa tem um capítulo importante na história do desenvolvimento de Três Lagoas e por conta disso, o presidente do Legislativo indicou o nome da matriarca da família para receber a honraria.

A trajetória do casal Pedro e Sarah é de muito trabalho, permeado de sucesso, deixando um legado de honestidade e perseverança aos filhos.

Sarah nasceu em Birigui, SP, na região do Goulart, em 31 de Março de 1930. Casou com Pedro Barbosa da Silva em 27 de Julho de 1946 e, em 1951, o casal fixou residência em Andradina.

Em 1962, a convite do cunhado Rui Madeu Falco, mudou-se para Três Lagoas, onde trabalhou junto com Falco em um posto de gasolina. Nessa época, tinha 9 dos doze 12 filhos que tiveram; seis homens e seis mulheres.

Depois das atividades no posto de combustível, o casal começou a atividade no ramo de alimentos, na máquina de beneficiar arroz Nova Estrela. O novo empreendimento funcionou na rua João Silva, 927 em Três Lagoas onde faziam beneficiamento de arroz e milho.

As atividades na máquina de beneficiamento eram de muito trabalho para todos os membros da família que ajudavam de uma forma ou de outra: os que não estavam na máquina faziam sua parte em casa.

O investimento na máquina de beneficiamento de arroz rendeu frutos, prosperou e, cinco décadas depois, o empreendimento possui mais de 550 colaboradores diretos para atender a rede de quatro supermercados, dos quais, três em Três Lagoas e uma em Andradina.

Comentários