02/10/2013 14h02 – Atualizado em 02/10/2013 14h02

Com a chegada do período das chuvas, serão intensificadas as ações de campo na busca ativa de casos suspeitos da doença e localização e eliminação dos focos geradores do Aedes Aegypti

Da Redação

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde Pública, iniciou nesta semana a discussão de ações imediatas de intensificação do enfrentamento à dengue. A medida torna-se urgente e necessária, devido ao término da estiagem e início do período de intensas e continuadas chuvas, na Cidade e Região.

Para tanto, a secretária de Saúde do município de Três Lagoas, Eliane Brilhante, convocou para reunião de trabalho em seu Gabinete: a diretora de Vigilância e Saneamento, Neide Hiroko Yuki; coordenador de Educação em Saúde, Fernando Garcia Brito; o coordenador de Combate a Endemias, Benício Donizete da Silva; e o presidente do recém-criado Comitê Municipal de Mobilização da Dengue, Cleber Pacheco Almeida (gerente local do Sesi).

“Nessa reunião, discutimos as principais ações que já adotamos e continuaremos adotando no combate à dengue e inseridas no chamado Plano de Contingência, válido de julho de 2013 a julho de 2014”, informou Eliane Brilhante.

“Ainda dentro desse Plano de Contingência, seguindo as orientações do Ministério da Saúde, discutimos a intensificação de ações imediatas de enfrentamento à dengue, devido à chegada do período das chuvas”, completou a secretária de Saúde.

AÇÕES IMEDIATAS

O coordenador de Combate a Endemias da Secretaria Municipal de Saúde informou que, “as ações imediatas”, a que se referiu a secretária Eliane Brilhante, serão iniciadas nesta quinta-feira (3).

“É um trabalho de campo, com ações específicas de intensificação de busca ativa de novos casos suspeitos de dengue e, principalmente, na localização e eliminação dos focos geradores de vetores”, resumiu Benício.

“O perigo da dengue está nesses focos, locais, objetos e lixo que armazenam água e que se transformam em depositários das larvas do mosquito Aedes Aegypti”, alertou o coordenador de Educação em Saúde.

“Para este trabalho de localização, retirada e eliminação dos criadouros, precisamos contar com a participação da população e a colaboração de todos os moradores, para que estejam atentos à limpeza de seus quintais e até do interior de suas casas”, completou Fernando.

“Com a participação de cada morador, na localização e retirada de tudo o que possa armazenar água e transformar-se em criadouro de mosquitos, vamos conseguir conter o avanço dos números de casos de dengue”, comentou a diretora de Vigilância e Saneamento.

MICRO ÁREAS

Para que essas medidas obtenham resultados positivos e imediatos no combate à dengue, a Diretoria de Vigilância e Saneamento, da Secretaria Municipal de Saúde, dividiu a Cidade em micro áreas para controle e enfrentamento à proliferação do mosquito da dengue.

“São quarteirões em determinados Bairros, identificados como críticos no índice de presença de depósitos criadouros do mosquito transmissor da dengue”, explicou Fernando.

Portanto, “a partir desta quinta-feira (3), as nossas equipes de Agentes de Combate a Endemias estarão intensificando essas ações em determinados quarteirões do Jardim Oiti e do Bairro Nossa Senhora das Graças”, antecipou Neide Yuki.

(*) Com informações de Assecom Prefeitura de Três Lagoas

A secretária de Saúde do município de Três Lagoas convocou para reunião de trabalho a diretora de Vigilância e Saneamento, o coordenador de Educação em Saúde, o coordenador de Combate a Endemias e o presidente do recém-criado Comitê Municipal de Mobilização da Dengue (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários