Regras privilegiam as campanhas digitais e mantêm o distanciamento social; veja o que pode e o que não pode na busca por votos

Foi dada a largada ontem, dia 27, para a Campanha Eleitoral 2020, que deve eleger as pessoas que serão responsáveis pelas cidades brasileiras nos próximos quatro anos.

Em Três Lagoas, 295 candidatos concorrem a uma das 17 cadeiras na Câmara Municipal. A lista completa dos nomes está no site do TSE.

Para tentar ocupar o cargo máximo do executivo municipal, além do atual prefeito, Angelo Guerreiro, que tenta a reeleição, mais seis chapas estão inscritas:

CANDIDATOSIGLACOLIGAÇÃO
ANGELO GUERREIRO45PSDBUNIÃO E TRABALHO POR TRÊS LAGOAS
DIVINO LAJES70AVANTEAVANTE
FABRÍCIO VENTUROLI10REPUBLICANOSTRÊS LAGOAS PODE 10X MAIS
KAELLY50PSOLTRÊS LAGOAS MUITO MAIS FELIZ!
RENEE VENANCIO22PLPL
SEBASTIÃO NETO77SOLIDARIEDADESOLIDARIEDADE
TENENTE CORONEL ÊNIO17PSLPSL

No entanto, ao contrário dos anos passados, onde era comum encontrar candidatos dividindo pastel na feira e carregando crianças desconhecidas, neste ano, devido à pandemia de covid-19, a situação mudou.

Documentos divulgados pelo Tribunal Regional Eleitoral e pela Vigilância Sanitária listam uma série de regras para as campanhas eleitorais.

As aglomerações estão proibidas e os candidatos devem dar prioridade às campanhas digitais. Dentre outras regras, acompanhe as regras “mínimas”, segundo o TRE:

uso obrigatório de máscara;
II – distanciamento físico de 1,5 m (um metro e meio) entre as pessoas;
III – ocupação de espaço de 3m2 (três metros quadrados) por pessoa;
IV – práticas de higiene necessárias à redução dos riscos de contaminação, pessoal e dos
ambientes;
V – disponibilização de álcool em gel;
VI – evitar o contato físico

A vitória do virtual

Tudo indica que essa será, mesmo, a campanha das lives. De acordo com Parecer Técnico enviado pela Secretaria Estadual de Saúde, os candidatos deverão “dar preferência às reuniões virtuais” e “não promover eventos com grande número de pessoas”, sendo que cada um deve ocupar um espaço de 3 m². Veja abaixo:

A campanha eleitoral segue até dia 14 de novembro, véspera das eleições.

Comentários