18/09/2017 17h22

Proposta garante o direito mesmo que a doença tenha sido contraída após a filiação ao Regime Geral da Previdência Social

Redação

Os senadores vão analisar um projeto de lei que prevê a aposentadoria para as pessoas com AIDS após 25 anos de contribuição, no caso dos homens, e 20 anos, no caso das mulheres (PLS 313/2017).

A proposta garante o direito mesmo que a doença tenha sido contraída após a filiação ao Regime Geral da
Previdência Social. O autor do projeto, senador Paulo Paim (PT-RS), alega que, ao envelhecerem, os portadores do vírus HIV ficam sujeitos também a outras doenças como infarto, derrame ou osteoporose.
Paim alertou para o aumento no número de casos de AIDS no Brasil e no Rio Grande do Sul, em particular.

A proposta aguarda designação de relator na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), como informa o repórter Floriano Filho, da Rádio Senado.

(*) Agência Senado

(Divulgação)

Comentários