20/11/2006 09h29 – Atualizado em 20/11/2006 09h29

EFE

Um jovem de 18 anos, que tinha invadido uma escola de ensino médio de Emsdetten (oeste da Alemanha) com uma arma e feito vários reféns, morreu, segundo informações policiais. De acordo com os policiais, que não confirmaram um possível suicídio do seqüestrador, ele havia disparado aleatoriamente contra alunos e professores. Segundo a televisão alemã “NTV”, pelo menos uma professora grávida e um aluno ficaram feridos durante o seqüestro. Estas informações ainda não foram confirmadas pela Polícia. O seqüestrador era um ex-aluno da escola e tinha vários explosivos presos a seu corpo, os quais especialistas da Polícia tentam desativar. A tomada de reféns começou por volta das 6h30 de Brasília, seguida por disparos indiscriminados. A escola foi imediatamente isolada por um forte contingente policial, que evacuou o centro educacional. Segundo informações da “NTV”, há indícios de que o jovem tinha colocado seus planos na internet, por meio de videogames nos quais dava um passeio virtual pela escola disparando indiscriminadamente. Algumas pessoas que o conheciam o descrevem como um jovem introvertido. A escola de ensino médio, que leva o nome dos irmãos Sophie e Hans Scholl, em memória destes membros da resistência contra Hitler, é preparatória para a formação profissional.

Comentários