16/02/2012 13h46 – Atualizado em 16/02/2012 13h46

O Sindicato informou que enviou um ofício à Polícia Federal e ao Ministério Público do Trabalho com o relato dessa situação

Campo Grande News

As portas da agência do Banco do Brasil de Ribas do Rio Pardo, assaltada na última terça-feira continuam fechadas. Representantes do Sindicato dos Bancários de Campo Grande foram até a cidade impedir que o expediente acontecesse devido à falta de segurança no local, já que as câmeras de circuito interno da agência também foram levadas pelos bandidos.

Segundo a direção de assuntos jurídicos do Sindicato, o banco queria abrir normalmente mesmo sem as condições de segurança exigidas pela lei e com os funcionários ainda abalados.

O Sindicato foi até Ribas do Rio Pardo e depois de conversar com a gerência, conseguiu manter a agência de portas fechadas e que os funcionários fossem dispensados, até que as condições de segurança, entre elas o circuito interno seja restabelecido.

O Sindicato informou que enviou um ofício à Polícia Federal e ao Ministério Público do Trabalho com o relato dessa situação.

ASSALTO

Por volta das 8h, uma hora antes da agência abrir para o público, dois homens chegaram ao local na última terça-feira.

Um deles rendeu o vigia e um funcionário que entrava na agência, enquanto o outro ficou vigiando a entrada do banco. Os bandidos estavam com revólver e pistola. Os clientes eram rendidos quando chegavam à agência.

De acordo com a PM (Polícia Militar), foram levados R$ 250 mil e dois revólveres. A ação durou quase uma hora. Os assaltantes também levaram a gravação das câmeras de segurança, numa estratégia para não ser identificados.

Os ladrões fugiram com o carro da gerente, um Corsa Classic de cor preta. O veículo foi encontrado na BR-262, a 20 km de Ribas do Rio Pardo, no sentido a Água Clara.

Comentários