26/04/2014 08h35 – Atualizado em 26/04/2014 08h35

Mais de 20 pessoas participaram dos cursos de processamento de tomate e carne de peixe

A qualificação de processamento caseiro do tomate, foi realizada na Casa do Peão, e o de processamento de carne de peixe, ocorreu no Jupiá

Da Redação

Desde o início do ano, o Sindicato Rural de Três Lagoas realizou 16 capacitações, formando mais de 190 pessoas. Com essa política de oferecer treinamentos de qualidade, voltados ao homem do campo, mais dois cursos foram concluídos.

A qualificação de processamento caseiro do tomate, realizada na Casa do Peão, e o de processamento de carne de peixe, que ocorreu no Jupiá, foram elogiados por todos os participantes. Para o presidente do Sindicato Rural, Pascoal Secco, “precisamos sempre atualizar aqueles que lidam diretamente com o campo. Hoje estamos oferecendo cursos para as pessoas que vivem também na cidade. Três Lagoas precisa de mão de obra qualificada e o Sindicato está aqui para disponibilizar isso”, conclui.

No curso de processamento caseiro do tomate, os alunos tiveram a oportunidade de aprender sobre higiene e limpeza, processamento do tomate, desidratação, técnicas de processamento e normas de armazenagem e etiquetagem. Já no curso de processamento de carne de peixe, eles viram sobre os métodos de preparo da carne, controle de contaminantes, processamento, preparo dos embutidos e produtos derivados, defumadores e processo de armazenamento e comercialização.

Os cursos oferecidos pelo Sindicato Rural de Três Lagoas conta com parceiros como o CNA, FUNAR e FAMASUL. Para mais informações, entre em contato pelo fone (67) 3521 4049.

(*) Com informações de Assecom Sindicato Rural de Três Lagoas

O curso de processamento de carne de peixe ocorreu no Jupiá (Foto: Divulgação/Assecom)

Alunos fizeram molhos e doces com o tomate (Foto: Divulgação/Assecom)

Os participantes aprenderam as técnicas para fazer pratos variados com peixe (Foto: Divulgação/Assecom)

A qualificação de processamento caseiro do tomate foi realizada na Casa do Peão (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários