05/03/2013 11h30 – Atualizado em 05/03/2013 11h30

Da Redação

O Sistema Push de movimentação processual, em funcionamento desde 2002, é uma ferramenta que tem por objetivo enviar ao advogado e às partes, informações atualizadas sobre os processos. O sistema traz tranquilidade e agilidade no acompanhamento de processo e hoje são 6.746 usuários cadastrados. O sistema realiza uma varredura para saber sobre o andamento dos feitos cadastrados e, sempre que acontece uma movimentação, o usuário recebe a informação na caixa de entrada do seu e-mail.

No começo, o sistema Push era apenas para processos em tramitação no Tribunal de Justiça, ou seja, para os feitos de 2º grau. Desde novembro de 2009, o serviço foi estendido também para os processos que tramitam no 1º grau, tanto na justiça comum como nos juizados. Atualmente estão cadastrados 4.787 usuários no Push 1º grau e 1.959 usuários no Push 2º grau. O número de processos cadastrados por usuário varia bastante, desde um único feito até mil, dois mil, três mil ações ou mais.

Com o serviço, o advogado pode antecipar a carga dos autos, solicitando documentos às partes ou preparando defesa, porque qualquer decisão ou despacho no processo é informado via e-mail para os usuários do sistema antes mesmo do conteúdo ser encaminhado para publicação no Diário de Justiça, quando os prazos começam oficialmente a serem contados. Desta forma, o serviço é um facilitador para que os advogados possam antecipar providências nos processos em que atuam.

Para inserir um processo no Sistema Push, basta acessar o Portal do TJMS (http://www.tjms.jus.br) e clicar no link do serviço E-SAJ (http://www.tjms.jus.br/esaj). Clique em “Push” e escolha as opções. Depois de cadastrar um processo, o usuário vai receber por e-mail a movimentação e, a qualquer tempo, poderá excluir o processo ou incluir outros. O sistema traz tranquilidade e agilidade no acompanhamento de processo.

(*) Com informações de TJ MS

Comentários