05/05/2016 17h36 – Atualizado em 05/05/2016 17h36

A liminar foi concedida na manhã dessa quinta-feira (5) pelo relator da ação, ministro Teori Zavascki

Da Redação

A maioria dos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (Teori Zavascki, Edson Fachin, Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Dias Toffoli) já decidiu pelo afastamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, do mandato de deputado federal, seguindo a liminar expedida nesta quinta-feira (5) pelo relator da ação, ministro Teori Zavascki.

O ministro, que é relator da Operação Lava Jato, concedeu uma liminar em um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) de afastamento do deputado. Segundo a PGR, Cunha usa o cargo para “constranger, intimidar parlamentares, réus, colaboradores, advogados e agentes públicos com o objetivo de embaraçar e retardar investigações”

(*) Agência Câmara de Notícias

O deputado federal Eduardo Cunha ocupava o lugar de presidente da Câmara dos Deputados (Foto: Divulgação)

Comentários