Quando as oportunidades surgirem, as empresas pré-cadastradas serão convidadas a participar de processos de concorrência, desde que cumpridos os requisitos técnicos e financeiros necessários.

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, anunciou recentemente a construção de nova fábrica em Ribas do Rio Pardo com capacidade para produzir 2,3 milhões de toneladas de celulose de eucalipto por ano. Visando suprir a demanda por bens e serviços que serão necessários para a realização do empreendimento e fortalecer as empresas da região, a companhia está disponibilizando o Portal do Fornecedor (https://portaldofornecedor.suzano.com.br/seja-fornecedor) para o pré-cadastro de possíveis fornecedores do Projeto Cerrado.

Para se candidatar como potencial fornecedor do Projeto Cerrado, é preciso acessar o portal e clicar no botão “Fornecedores”, em seguida em “Seja fornecedor” e realizar um pré-cadastro. Surgindo oportunidades, a empresa será convidada a participar de processos de concorrência, desde que cumpridos os requisitos técnicos e financeiros necessários. “Esta é a porta de entrada para as empresas que buscam ser fornecedoras de bens e serviços do Projeto Cerrado e da Suzano de modo geral. O pré-cadastro pode ser feito por empresas de pequeno, médio ou grande porte que atuam em diferentes áreas”, ressalta Maurício Miranda, gerente Executivo de Engenharia da Suzano.

O Projeto Cerrado ainda depende de condições precedentes para ser implantado, como o atendimento aos parâmetros estabelecidos na Política Financeira da companhia e as negociações com os grandes fornecedores. Portanto, assim que tais fornecedores forem definidos, eles também serão responsáveis pelas contratações de bens e serviços relacionados ao empreendimento e, oportunamente, divulgarão os requisitos necessários para as empresas que desejarem participar do projeto.

Durante a construção, a nova fábrica da Suzano em Ribas do Rio Pardo deve gerar cerca de 10 mil empregos diretos no pico da obra, além de milhares de empregos indiretos em toda a região. Esse cenário positivo proporcionará aquecimento na economia regional, com a movimentação em diversos setores. “Este é um momento de planejamento para o empresariado e comerciantes de toda a região. O projeto trará uma relevante contribuição na geração de renda e emprego, favorecendo o crescimento econômico do município e demais cidades do estado”, explica Maurício Miranda.

Comentários