Com a expectativa de aumentar em 197% as vendas por delivery no Estado, “A feira vai até você” visa garantir renda para as famílias apoiadas por projeto da empresa em tempos de quarentena

A empresa Suzano elaborou um plano para minimizar os impactos gerados pela pandemia do novo coronavírus na agricultura familiar. A iniciativa “A feira vai até você” visa o fortalecimento do sistema de entrega domiciliar (delivery) nas vendas de alimentos orgânicos e agroecológicos cultivados pelas comunidades apoiadas pela empresa por meio do Programa de Desenvolvimento Rural e Territorial (PDRT).

“Estamos com várias ações para mitigar os efeitos em decorrência da pandemia junto às famílias atendidas pelos nossos projetos sociais e uma das nossas maiores preocupações foi, justamente, buscar alternativas para a agricultura familiar. Com as restrições aos pontos de venda (comércio, feiras livres etc), ou a redução da circulação de consumidores, esses agricultores ficaram sem ter onde e para quem vender. Estamos falando de famílias em que até 80% da sua renda depende da agricultura”, destaca Israel Batista Gabriel, coordenador de Desenvolvimento Social da Suzano em Mato Grosso do Sul.

De acordo com Israel, o objetivo é que, com a “A feira vai até você” e o fomento do delivery, os produtores consigam retomar as vendas durante a crise, “e quem sabe, até depois dela. Este pode ser um novo nicho de negócio para esses agricultores”, completa.

Em Mato Grosso do Sul, onde o delivery já é uma realidade, a expectativa é aumentar em 197% as vendas por este modelo de entregas, saltando de 105 para 312 cestas de hortifrutis semanais, o que totalizará 3,7 toneladas de alimentos por semana, em média. Ao mês, serão 1.248 cestas e cerca de 14,8 toneladas – o volume leva em consideração o peso médio das cestas.

Para isso, a Suzano irá fornecer, por meio do PDRT, toda a assistência técnica necessária para apoiar as comunidades parceiras, desde a montagem das cestas, operacionalização da logística, até comunicação. A intenção é fomentar o uso das redes sociais e aplicativos de mensagens para a divulgação e incentivar a população a comprar dos pequenos produtores.

O plano contempla todos os estados com atuação da Suzano: Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul e São Paulo, totalizando 348 agricultores familiares beneficiados de 38 comunidades apoiadas pelo PDRT.

Juntas, essas comunidades pelo Brasil comercializam 174 cestas semanais e a expectativa é que, com a ação, este número salte para 752 cestas por semana, o que corresponde a um incremento de 332% nas vendas por delivery. Serão cerca de nove toneladas de alimentos orgânicos e agroecológicos entregues por semana, 36 toneladas ao mês.

Sobre a Feira vai até você

Para cada localidade, a Suzano irá elaborar material informativo e artes visuais, que serão amplamente divulgados por meio das redes sociais da empresa das comunidades participantes e aplicativos de mensagens para que a população conheça os alimentos cultivados e o telefone de contato das comunidades que estão trabalhando com delivery. As cestas, disponíveis em dois tamanhos (individual ou familiar), são preparadas pelos agricultores, com a preocupação de variar os alimentos, e entregues semanalmente nas residências dos consumidores que assinarem o serviço.

A cesta familiar é composta basicamente por três tipos de folhagens, dois tipos de legumes, uma porção de frutas e um produto beneficiado, podendo variar de acordo com a região. “É importante reforçar que, além da comodidade e de ajudar na geração de renda dessas famílias, os consumidores terão à mesa alimentos naturais e saudáveis, livres de qualquer tipo de contaminação, reforça o coordenador.

Associações participantes

No Estado, o sistema de delivery está disponível em três municípios:

Em Três Lagoas, o sistema de entregas está disponível em três comunidades: Associação dos Agricultores Familiares do Assentamento 20 de Março, telefones e Whatsapp (67) 9 9 9350 9380 e (67) 9 9206 8208; Associação dos Agricultores (as) Familiares do Assentamento Pontal do Faia, (67) 9 9965 8030, e Associação dos Agricultores (as) do Projeto Paulistinha, (67) 9 9948 3427.

Já os moradores de Santa Rita do Pardo, podem adquirir suas cestas por meio da Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Assentamento São Thomé, pelos telefones (67) 9 9858 2276 ou (67) 9 9610 5096.

A ação também se estende a Selvíria, onde os interessados podem contatar a Associação dos Produtores do Assentamento São Joaquim, pelo telefone (67) 9 9859 1265, e Associação dos Produtores do Assentamento Alecrim, (67) 9 9652 7260.

Sobre o PDRT

O Programa de Desenvolvimento Rural e Territorial visa promover o fortalecimento das comunidades rurais vizinhas às unidades da Suzano, gerando renda e melhora na qualidade de vida dos pequenos produtores.  Em Mato Grosso do Sul, o programa atua junto às comunidades rurais desde 2012. Atualmente, são 1.065 famílias beneficiadas, de 15 associações, sendo sete em Três Lagoas, cinco em Brasilândia, duas em Selvíria e uma em Santa Rita do Pardo.

As ações desenvolvidas são voltadas para potencializar as atividades de cada território, com apoio de assistência técnica fornecida pelo programa e tendo como premissa os princípios agroecológicos. São três eixos de atuação: gestão, produção e comercialização das associações e cooperativas participantes, permitindo que essas comunidades, capacitadas, conquistem sua independência financeira.

No Brasil, mais de cinco mil famílias, em nove estados e mais de 118 localidades já foram beneficiadas pelo programa.


Comentários