02/05/2015 10h08 – Atualizado em 02/05/2015 10h08

A maconha estava sendo transportada em dois veículos que foram abordados pelos agentes federais em Presidente Epitácio, quando se dirigiam para Três Lagoas. O condutor de um dos veículos furou o cerco policial e durante a fuga um dos envolvidos morreu ao pular do veículo em movimento

Ricardo Ojeda, com informações

Equipes da Policia Federal de Três Lagoas conseguiram na tarde de ontem, sexta-feira apreender um carregamento de 660 quilos e maconha que estava sendo transportados em dois veículos, com placas de cidade do interior de São Paulo. A droga tinha como destino a cidade de Três Lagoas,

De acordo com boletim informativo da Polícia Federal, dois traficantes de Três Lagoas, E.H.F.C, conhecido por “Lereco” de 26 anos e M.S.M, de 19 anos, estavam acompanhados de um homem de origem paraguaia, A.O.F, de 32 anos, foram abordados em Presidente Epitácio, cidade paulista próximo à Bataguassu (MS).

FUGA

Os dois veículos se deslocavam para Três Lagoas e durante a abordagem dos federais, os acusados resistiram a prisão, jogando um dos veículos em direção à equipe de policiais, na tentativa de evadir-se do cerco da Polícia Federal. Porém, durante a tentativa de fuga, o paraguaio pulou do veículo em movimento, sofrendo ferimentos pelo corpo, falecendo instantes depois, em decorrência dos ferimentos.

Os dois traficantes foram trazidos para a delegacia da Polícia Federal de Três Lagoas, onde foram interrogados e posteriormente encaminhados ao presídio de segurança média local. Os elementos vão permanecer a disposição da justiça e responderão pelos crimes de tráfico de drogas; associação para o tráfico, desobediência e resistência à prisão, crimes cujas penas somadas podem chegar a 27 anos de reclusão.

A droga totalizou 660 kg e estavam em dois veículos com placas de municípios  paulistas. (Foto: PRF)

O porta malas de um dos veículos estava abarrotados de fardos de maconha (Foto: PRF)

No interior do corola haviam sacos com tabletes de maconha totalizando 660 quilos da droga (Foto: PRF)

Comentários