08/05/2015 14h58 – Atualizado em 08/05/2015 14h58

Todos que se encaixam nos grupos prioritários e/ou portadores de doenças crônicas poderão ser vacinados.

Assessoria

A Secretaria Municipal de Saúde promove neste sábado (9) o dia “D” da campanha de vacinação contra gripe Influenza tipo A (comum) ou H1N1. A campanha teve início na última segunda-feira (04) e segue até o dia 22 de maio.
A meta é vacinar no mínimo 80% do grupo prioritário que são, crianças a partir de seis meses até menores de 5 anos, gestantes, trabalhadores da saúde, idosos (a partir de 60 anos) e puérperas (recém-gestantes).

Pessoas com doenças crônicas e/ou comorbidades também devem ser vacinadas.

A mobilização das equipes acontecerá em todos os Postos de Saúde, no Centro de Especialidades Médicas (CEM), das 7h30 às 16h30 e na Feira Livre, na Avenida Rosário Congro, Centro, das 7h às 11h.

É imprescindível apresentar o cartão de vacinação no ato da aplicação, assim como a prescrição médica, caso a pessoa possua alguma doença crônica. Os pacientes que já fazem parte de programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS), devem se dirigir aos postos em que estão cadastrados para receber a vacina.

META POR CLASSIFICAÇÃO

Crianças de 06 meses a menores de 05 anos: 7.557; Gestantes: 1.463; Puérperas: 241; Trabalhadores da Saúde: 2.363; Idosos: 10.406; Doentes crônicos com comorbidades: 3.011 (estimativa). A meta do grupo prioritário é vacinar ao menos 22.030 pessoas, somado aos que possuem doenças crônicas a meta estimada é de 25.041.

“Lembrando que não há meta para ser cumprida para pessoas com doenças crônicas, apenas estimativa numérica”, declara a coordenadora de Imunização, enfermeira Humberta Azambuja.

Até o dia 6 de maio, o Município recebeu 12 mil doses de vacina, e as demais devem chegar até o dia 17 de maio.

(*) Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Três Lagoas

A meta é vacinar no mínimo 80% do grupo prioritário que são, crianças a partir de seis meses até menores de 5 anos, gestantes, trabalhadores da saúde, idosos (a partir de 60 anos) e puérperas (recém-gestantes). (Foto: Divulgação)

Comentários