13/03/2016 18h12 – Atualizado em 13/03/2016 18h12

De acordo com a Polícia Militar cerca de mil manifestantes caminharam na avenida Antônio Trajano. Um grupo de cavaleiros, motociclistas, ciclistas e veículos acompanharam o trajeto até a Praça Ramez Tebet

Ricardo Ojeda e Patrícia Miranda

O Movimento Vem Pra Rua, que em Três Lagoas recebeu o nome de Avança Brasil surpreendeu os organizadores, onde os manifestantes lotaram vários quarteirões da Avenida Antônio Trajano.

Em marcha contra a corrupção, os três-lagoenses caminharam pela avenida Antônio Trajano, colorindo de verde e amarelo a zona central da cidade. Com cartazes e frases de impacto pediam justiça, um basta à corrupção, apoio às ações da Policia Federal e ao juiz que comanda o processo na Lava Jata, Sérgio Moro, um basta a politicagem do governo Dilma Roussef. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também não foi poupado das críticas. Todos pediam a sua prisão.

A caminhada foi animada por um trio elétrico e o ponto de partida foi na Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus. De lá, em caminhada os manifestantes se dirigiram sentido à Praça Senador Ramez Tebet, onde se concentraram.

ENTIDADES PARTICIPANTES

As cinco lojas maçônicas Aquarius, João Pedro de Souza, Regente Feijó IV, Renascença e São João; Rotary Clube Cidade das Águas e Três Lagoas; Associação Comercial e Industrial de Três Lagoas (ACITL); OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e ABO (Associação Brasileira de Odontologia), ambos de Três Lagoas, Sindicato Rural de Três Lagoas, Sindicato do Comércio Varejista de Três Lagoas (Sindivarejo), um grupo de cavaleiros e a população em geral participaram da marcha.

Alguns vereadores estavam presentes, mas não foram mencionados e nem fizeram uso da palavra. O deputado estadual Angelo Guerreiro também participou do ato, seu nome foi mencionado, mas apenas ficou de longe observando os manifestantes.

Crianças usando as cores da Bandeira Brasileira, cães com adereços, verde a amarelo, bem como os caras pintadas também marcaram presença ao ato cívico contra a corrupção.

DESCONTENTAMENTO

Após o canto do Hino Nacional, diversos representantes subiram no trio elétrico para manifestarem-se indignações. Antonio Costa Corcioli, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Três Lagoas disse que a instituição esteve sempre presente em manifestações e neste momento não será diferente. “Estaremos juntos na luta por um Brasil melhor e não abandonaremos a causa”, disse.

Ao subir no trio elétrico, Gilberto representou a Maçonaria São João e disse que acredita no futuro do país. “Acabar com a corrupção e estamos unidos a milhões de brasileiros. Que a justiça seja feita”, comentou.

Julio Mancini da Maçonaria Renascença enfatizou a sua indignação. “O que nos une neste momento é uma indignação. O sistema em si é corrupto. Estamos aqui por um Brasil melhor e toda a população de Três Lagoas está junta em um só objetivo”, explicou.

Da loja maçônica Aquarius, o representante Alessandro Roberto Dylan da Silva esteve ao lado de sua filha e com palavras de ordem, proferiu: “Não a corrupção, fora corruptos! Avante Brasil, buscamos o melhor para todos”.

“Não somos contra ninguém, somente aos que têm feito mal e buscamos dias melhores”, exprimiu Darci da Costa Filho, em nome da Maçonaria João Pedro de Souza.

O Sindicato Rural de Três Lagoas foi representado pelo seu presidente, Marco Garcia, que disse estar orgulhoso pela manifestação no município. “Três Lagoas se fez presente e quer também o fim da corrupção e que venham as mudanças”, articulou.

Já o empresário Atílio D’Agosto, presidente da Associação Comercial e Industrial de Três Lagoas (ACITL), afirmou que é necessário reconstruir a moral dos brasileiros. “Tanto desrespeito ao dinheiro público. Vamos para a rua e ter orgulho de vestir nossa bandeira”.

A representante da ABO, do Conselho Regional de Odontologia de Três Lagoas, Eliana Oketo, a manifestação é apartidária. “É o nosso apoio ao juiz federal Sérgio Moro, à Polícia Federal, ao Ministério Público Federal e também à Operação Lava Jato. É o nosso basta para a corrupção e roubalheira. Queremos pessoas de bem”, pronunciou aos três-lagoenses que estiveram na Praça.

O empresário, Sueide Silva Torres, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Três Lagoas (Sindivarejo) alegou que é importante a população votar nos melhores candidatos. “Votamos em pessoas que não mereciam. Vamos pensar nas próximas eleições em honestos para nos representar”, falou.

Dejair Martinez, do Rotary Três Lagoas disse que a população está fazendo história. “Nós estamos aprendendo a fazer democracia e esse é o nosso papel de cidadão. Não podemos nos calar, devemos ser ouvidos com dignidade.

MANIFESTAÇÃO TRANQUILA

De acordo com o comandante do 2º BPM, José Aparecido de Moraes, cerca de mil pessoas participam do ato que teve início às 15h e finalizou às 16h. A Polícia Militar acompanhou de longe a marcha e nenhum incidente foi registrado

Após os discursos de cada representante das entidades ato foi finalizado, com o canto do Hino Nacional ser entoado novamente, a população dispersou pelar ruas sem causar tumulto. A manifestação durou exatamente 1 hora.

Pontualmente às 15 horas os manifestantes saíram da frente da igreja Matriz e seguiram em marcha até a praça senador Ramez Tebet onde aconteceu o ponto alto da movimento Vem pra Rua (Foto: Ricardo Ojeda)

Comentários