25/10/2013 14h52 – Atualizado em 25/10/2013 14h52

Programa Vale Universidade Indígena divulga período de inscrição para 2014

Os acadêmicos interessados devem fazer o cadastramento de 25 de fevereiro a 14 de março de 2014, no site da Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Setas)

Da Redação

A coordenação do Programa Vale Universidade Indígena (PVUI) definiu o calendário de recebimento das inscrições para ingresso no programa no próximo ano. Os acadêmicos interessados devem fazer o cadastramento de 25 de fevereiro a 14 de março de 2014, no site da Secretaria de Trabalho e Assistência Social (Setas).

O Programa Vale Universidade Indígena tem como objetivo apoiar acadêmicos indígenas da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), proporcionando-lhes a experiência profissional necessária para a inserção no mercado de trabalho e assegurando-lhes benefício social para conclusão do ensino superior.

A Resolução Setas nº 130, publicada no Diário Oficial do Estado, página 130, na quinta-feira (24), traz orientações para quem deseja ingressar no programa no ano de 2014. Além do período de inscrição, o candidato deve estar atento aos requisitos, entre eles a comprovação da etnia, mediante apresentação do Registro Administrativo de Nascimento de Índio (RANI), expedido pela Fundação Nacional do Índio (Funai) e renda familiar de até três salários mínimos.

Também existem critérios relacionados à vida acadêmica, como: estar matriculado em curso presencial de bacharelado ou licenciatura mantido pela UEMS; não possuir outro curso de bacharelado ou licenciatura; ter residência fixa em Mato Grosso do Sul há mais de dois anos; depois de ser incluído no programa, ter frequência regular de, no mínimo, 80% nas disciplinas cursadas em cada ano letivo; não ter registro de reprovação de qualquer disciplina na data de inscrição e convocação pelo Programa; não possuir, simultaneamente, outro membro da família beneficiado neste programa.

INSCRIÇÃO E SELEÇÃO

A Setas alerta que os candidatos devem preencher corretamente a inscrição no site http://www.setas.ms.gov.br/ e guardar o número do protocolo que será emitido pelo sistema. Depois de encerrado o prazo de cadastramento, será realizada a classificação preliminar dos candidatos inscritos. Após essa etapa, os pré-selecionados terão seus nomes divulgados no site da Secretaria e na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, e serão convocados a apresentar uma série de documentos. O não comparecimento ou a falta da documentação pode implicar na desclassificação do candidato.

A relação definitiva dos candidatos habilitados no Programa será publicada depois no Diário Oficial do Estado (http://www.imprensaoficial.ms.gov.br/), na página eletrônica http://www.setas.ms.gov.br/ e na UEMS.

ESTÁGIO

O acadêmico participante do Vale Universidade Indígena deverá realizar estágio com carga horária de 12 horas semanais, no período matutino ou vespertino, compatíveis com o horário escolar, em instituições indicadas pela Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social. Pela realização do estágio, o universitário recebe apoio financeiro, sob a forma de concessão de benefício social, no valor de R$ 300,00.

No site da Setas, os candidatos podem acompanhar todas as publicações sobre o processo de inscrição e seleção. Os normativos também são publicados no Diário Oficial do Estado

(*)Com informações de Noticias MS

O Programa Vale Universidade Indígena tem como objetivo apoiar acadêmicos indígenas da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) (Foto: Edemir Rodrigues)

Comentários