“Eu tava lá no hotel. Peguei dinheiro da Câmara como todos os outros”, afirmou um dos vereadores em áudio obtido pelo Perfil News.

Com apenas 11 vereadores em seu quadro legislativo, a Câmara Legislativa do município de Bataguassu já contabiliza, desde 2017, mais de R$ 1,2 milhão só em gastos com diárias.

As “diárias” são pagas a vereadores em viagens no “cumprimento do dever”. Entretanto, os valores assustam os moradores da cidade.

O advogado Célio Primo postou, em abril, um vídeo esmiuçando os gastos dos parlamentares com viagens. Na época Primo fez uma comparação com municípios maiores, como Dourados e Nova Andradina, e constatou que os gastos da Câmara de Bataguassu são várias vezes maiores. “Em um único ano os vereadores de Bataguassu gastaram em diárias o mesmo que os vereadores de Nova Andradina e Dourados gastaram em três anos. Isso aí precisa ser investigado”.

Primo chegou a fazer uma planilha por vereadores. “Teve dois vereadores aí, não vou falar os nomes, que, em um mês de funcionamento do poder legislativo em 2020, os caras conseguiram ir quatro vezes em Campo Grande e uma vez em Brasília. Deve ter trazido emenda pra caramba”, afirmou.

Desde abril, quando o vídeo foi postado, os gastos do legislativo bataguassuense com viagens aumentou ainda mais: já são R$ 1.232.435 gastos com viagens.

“Tá tudo certo”

Chegou à redação do Perfil News o áudio de um vereador de Bataguassu, onde ele afirma que “tá tudo certo”. “Eu tava lá no hotel. Peguei dinheiro da Câmara, como todos os outros pegaram também, mas o meu foi menor, porque eu tinha que pagar mais gente. Mas tá tudo certo. Fica tranquilo aí. Nóis vamos (sic) ser vereador, viu. Só se nóis não sair (sic)”. Ouça abaixo:

Comentários