08/03/2016 14h40 – Atualizado em 08/03/2016 14h40

Mensalmente, o Hospital Nossa Senhora Auxiliadora está com déficit de R$ 600 mil, devido à sobrecarga de atendimento

Assessoria

A convite do vereador apóstolo Ivanildo, o diretor administrativo do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, Eduardo Otoni, esteve reunido com os vereadores para falar da situação do hospital que está com um déficit de R$ 600 mil por mês, devido a sobrecarga de atendimento, principalmente, com pacientes de municípios vizinhos (Cassilândia, Inocência, Aparecida do Taboado, Água Clara).

A reunião ocorreu na sala da presidência da Câmara, na manhã desta terça-feira (8).

Na oportunidade, Otoni mostrou em gráficos, os gastos e receitas com atendimentos, internações de pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) e de convênios. Além de ressaltar que o contrato com o Município vence no dia 30 de março.

Nos últimos três meses de 2015, por exemplo, o saldo do hospital fechou em R$ 5,7 milhões, negativo e R$ 1 milhão, positivo (receita gerada pelos convênios).

Ele enfatizou que Três Lagoas é o 3º terceiro hospital com maior volume de internações, do estado de Mato Grosso do Sul, e também, com um repasse que não cobre todas as despesas.

Otoni ainda demonstrou que pelos índices utilizados como referências para reajuste dos hospitais como o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), o reajuste para o contrato com a unidade de saúde seria 24,26% e pelo Índice de Inflação de Saúde (VCMH) subiria 63,18%.

Diante do exposto, os vereadores acordaram que vão agendar reuniões, ainda esta semana, com os secretários municipais e estaduais de saúde, na tentativa de viabilizar mais recurso, para ajudar o hospital, sobretudo, para que se retorne em investimento para a população (na área da saúde, por exemplo), todo o dinheiro que Três Lagoas gera para o estado.

(*) Câmara Municipal de Três Lagoas

O diretor administrativo do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, Eduardo Otoni, junto com os vereadores em reunião para discutir a situação do hospital (Foto: Assessoria)

Comentários