Porém em Selvíria seis ocorrências de boca de urna e compra de votos foram flagradas pelo promotor de justiça que está atuando na fiscalização das eleições

A votação está transcorrendo normalmente nos municípios de Três Lagoas e Brasilândia, sem nenhum registro de ocorrência de boca de urna ou compra de votos.

Mas, no município de Selvíria, distante 50 quilômetros de Três Lagoas a situação é diferente. Até o momento já ocorreu quatro flagrantes de compra de votos e boca de urna. O flagrante foi feito pelo promotor de Justiça, Luciano Anechini Lara Leite, responsável pela fiscalização da votação naquele município.

O primeiro caso ocorreu próximo a escola Nelson Duarte, onde o promotor flagrou uma pessoa com R$ 274 em dinheiro e material de campanha, colinhas e santinhos de candidatos.

O segundo flagrante ocorreu na escola Ana Maria de Souza, onde foi flagrado uma pessoa com R$ 1.000 em espécie, além de diversos materiais de campanha política do candidato.

Na terceira abordagem foi apreendia R$ 1.011 que estava com dois indivíduos na rua 12 de maio, no cruzamento com a Adelmo Zamboni. Além do dinheiro, os dois sujeitos estavam com materiais de campanha política que estava sendo distribuídos. Além disso, durante a revista foi encontrada no bolso de um dos sujeitos, uma porção de maconha pesando 8 gramas.

Diante disso, foi dado voz de prisão e os elementos foram conduzidos para a delegacia para providencias cabíveis.

Outros flagrantes de boca e urna e compra de votos foram registrados pelo promotor e as pessoas envolvidas foram conduzidas à delegacia e estão à disposição da justiça.

Comentários